A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

05/07/2015 17:46

Vereadores aprovam projeto da cidade do ônibus que deve gerar 1.110 empregos

Juliana Brum
A área foi doada por uma empresário (Foto - Divulgação) A área foi doada por uma empresário (Foto - Divulgação)

Nesta última semana vereadores da Capital aprovaram os primeiros incentivos fiscais e doações de terrenos para a construção da “Cidade dos Ônibus”.

O projeto prevê concentrar em um só lugar todas as empresas de transporte rodoviário existentes na cidade, evitando poluição, destruição do asfalto e desafogando o tráfego de veículos em horários de pico, retirando das áreas centrais cerca de 600 ônibus que cruzam a cidade para ir até suas respectivas garagens.

Para o Vereador Edil Albuquerque, ex-secretário da pasta responsável por projetos nesta área, a aprovação de um empreendimento como este é de suma importância para o desenvolvimento da Capital, “Parabenizo o empenho dos vereadores, que possibilitaram dar um passo para a concretização da “Cidade dos Ônibus”, que irá estimular investimentos e proporcionar novos empregos, além de criar um ponto de apoio estruturado para os trabalhadores do setor”, destacou.

Nove empresas foram beneficiadas, são elas: Aucatur, Empresa de Transportes Andorinha, Expresso Mato Grosso, Expresso Queiroz, Viação Cruzeiro do Sul, Viação Motta, Viação Nova Integração, Viação São Luiz, Viação Umuarama, estima-se que o investimento total será da ordem de R$ 11,4 milhões e a expectativa é gerar para Campo Grande aproximadamente 1.110 empregos.

O projeto está previsto para ser especificamente nos fundos da região das moreninhas, no Polo Empresarial Wilmar Lewandoswki.

As empresas de ônibus beneficiadas, além das doações dos terrenos terão isenção de ISS (Imposto sobre Serviços) da construção, redução de 30% no IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) por três anos, isenção das taxas e do ISSQN incidente sobre as obras de construção do empreendimento incentivado, inclusive as realizadas por terceiros.
A “Cidade dos Ônibus”, funcionará como um condomínio que reunirá 1.100 funcionários, áreas administrativas e garagens de todas as concessionárias que atuam na cidade, além de uma central única para abastecimento de combustível, lava-jato, refeitório, dormitório, creche, posto bancário e estacionamento para veículos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions