A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

02/06/2013 08:52

Vereadores gastaram R$ 201 mil de verba indenizatória durante recesso

Zemil Rocha
Limite para gastos de gabinete na Câmara é de R$ 8.400 por mês (Foto: Arquivo)Limite para gastos de gabinete na Câmara é de R$ 8.400 por mês (Foto: Arquivo)

Os vereadores de Campo Grande receberam no começo deste ano, referente a janeiro, mês de recesso parlamentar, R$ 201.455,32 de verba indenizatória, que refere-se a gastos de gabinete, combustível, telefone e divulgação, entre outros, reembolsados pela Mesa Diretora a partir da apresentação de notas fiscais comprobatórias das despesas realizadas. A verba indenizatória nada tem a ver com o subsídio mensal de vereador, que é de R$ 15.031,76 na Capital.

Dos 29 vereadores da Câmara de Campo Grande, apenas Grazielle Machado (PR) abriu mão da cota do mês de janeiro. Dentre os 28 que receberam a verba indenizatória, 15 vereadores abocanharam o limite máximo de reembolso, R$ 8.400,00 ou próximo dele.

O maior valor foi recebido pelos vereadores Zeca do PT, Vanderlei Cabeludo (PMDB), Paulo Pedra (PDT), Edson Shimabukuro (PTB), Jamal Salém (PMDB, Chiquinho Telles (PSD), Airton Saraiva (DEM) e Coringa (PSD). Fora Grazielle, que não pegou nenhum reembolso de janeiro, os menores valores foram recebidos por Marcos Alex (PT), que tinha assumido a vaga de Thaís Helena no dia 17 de janeiro, recebendo R$ 2.113,92 de verba indenizatória, e Carla Stefanini (PMDB), que foi reembolsada em R$ 2.902,44.

Na lista de possíveis gastos indenizáveis pela Câmara estão oito itens, mas os que têm valores mais expressivos são as despesas com combustível; divulgação de atividade parlamentar; consultoria, auditoria e apoio técnico para o exercício do mandato parlamentar; e aquisição de livros, assinaturas, serviços de internet, aquisição ou locação de Software, serviços postais, assinatura de publicações, TV a cabo ou similar e extração de cópias reprográficas.

Quanto às despesas de gabinete de fevereiro, março e abril, todos os vereadores utilizaram o sistema de reembolso, assegurado Ato da Mesa Direitora nº 001/2012. A maioria dos vereadores se aproximou do limite nesses meses. Ao receber a verba indenizatória, assina um documento oficial que estabelece ao final: “Atesto, para esse fim, que a execução do(s) serviço(s) e/ou fornecimento do(s) material(is) correspondente(s) está(ão) de acordo com a solicitação e assumo inteira responsabilidade pela veracidade e autenticidade da documentação anexada e autorizo sua divulgação no Portal de Transparência da Câmara Municipal de Campo Grande-MS”.

Gabinetes fechados – No dia 24 de janeiro, o Campo Grande News esteve visitando os gabinetes dos vereadores para saber se já havia algum trabalho parlamentar sendo realizado. Dos 29 parlamentares eleitos para ocupar as cadeiras da Câmara pelos próximos quatros anos, apenas seis estavam com os gabinetes abertos, o do presidente, Mario Cesar (PMDB), de Eduardo Romero (PT do B), Luiza Ribeiro (PPS), Otávio Trad (PT do B), Paulo Pedra (PDT) e Herculano Borges (PSC), este último atualmente licenciado por ocupar cargo de secretário de Estado Extraordinário da Juventude.

O recesso parlamentar ocorreu no período de 22 de dezembro a 15 de fevereiro, mas as sessões legislativas só voltaram a ser realizada a partir do dia 19 de fevereiro. Nesse período, geralmente, os vereadores viajam ou, quando estão na Câmara, realizam trabalhos internos ou atividades na comunidade.

 

Veja abaixo o valor recebido por cada vereador de Campo Grande:

 

VEREADOR - VERBA INDENIZATÓRIA

Ademar Vieira Jr (Coringa) 8.400,00
Airton Saraiva 8.400,00
José Alceu Bueno 8.143,46
Ayrton de Araujo 7.674,92
Carlão 8.233,03
Carla Stefanini 2.902,44
Chiquinho Telles 8.399,36
Delei Pinheiro 8.307,54
Derly dos Reis (Cazuza) 6.751,04
Jamal 8.400,00
Edil 5.950,00
Eduardo Romero 4.321,91
Elizeu Dionízi 5.289,92
Edson Shimabukuru 8.400,00
Flávio César 8.102,23
Gilmar Neri 8.118,25
Herculano Borges 8.369,71
Luiza Ribeiro 6.693,83
Alex do PT 2.113,92
Mario Cesar 7.750,00
Otávio Trad 6.653,54
Paulo Pedra 8.399,46
Paulo Siufi 4.942,20
João Rocha 8.321,55
Rose Modesto 8.333,00
Vanderlei Cabeludo 8.400,00
Chocolate 7.284,01
Zeca do PT 8.400,00

TOTAL 201.455,32

 



Esse é o país que não respeitas as pessoas que são decentes, com esse embólio da politica e dos políticos o país tendo a se afundar no mar da corrupção. "Já diziam la no inicio do século XX que não demorariam muito para que as pessoas de bem, sentiriam vergonha de ser brasileiro"(Rui Barbosa).eu sinto vergonha dos nossos, de ser brasileiro e viver num país que uns dos mais corrupto do mundo.
 
eder moreira em 03/06/2013 21:41:08
Os vereadores estão certos. O erro é nosso, que o colocamos lá. Na proxima vamos guardar os nomes deles todos e não votamos. Façamos nós a limpa. Parabéns ao Campo Grande News pois está cumprindo a finalidade da imprensa: informar.
 
paulo neres carvalho em 03/06/2013 10:41:37
Funcionário público não recebe ajuda combustível, não recebe outros penduricalhos, é uma vergonha essa classe política abusar da inteligência do povo.
Para eles a lei à seu favor, para os outros, salvem quem puder......
 
Jorge Arruda em 03/06/2013 10:41:18
Enquanto os políticos representantes do povo gastam fortunas com publicidades, os conflitos por posse de terras causam vergonha à nossa nação. E a solução para esses e tantos outros problemas, eles não são capazes de apresentar: e daí pra quem nós vamos pedir socorro?
 
Olices Trelha em 03/06/2013 08:36:03
Eu parabenizo também ao Campo Grande News pela matéria esclarecendo tudo, é assim que tem de ser todos os meios de comunicações no País. Quanto aos vereadores, podemos dar um fim nisso na próxima eleição, até que mude as regras como o pagador de imposto achar por bem. O Brasil ainda vai mudar muito, quem estiver vivo verá.
 
luiz alves em 03/06/2013 08:13:41
Engraçado quem votou fomos nós mesmo. A culpa é nossa.
 
Jocelino Maropo em 02/06/2013 20:12:10
* ISSO É UM ABSURDO, PARABÉNS AO CAMPO GRANDE NEWS POR DIVULGAR ESSA MATÉRIA , VOU GUARDÁ-LA E EM 2015 QUANDO UM DESSES CARAS QUE AI ESTÃO LISTADOS COMO BENEFICIÁRIOS DE UM DINHEIRO QUE ELES NÃO PERTENCE , VOU MOSTRAR , AFINAL ISSO É PARA INDIGUINAR QUALQUER CIDADÃO .
 
ANTONIO SILVA em 02/06/2013 18:51:10
Palhaçada isso, ao invés de transferir ao Ceinf's que estão passando por momentos difíceis, ficam enviando em pessoas que nem ao menos dar o ar da graça a população!!! errado disso tudo somos nós eleitores " burros" por que com simples sorriso e apertos de mãos nos deixam acreditar que irão ser melhores que os anteriores.
 
alcilene nunes dos santos em 02/06/2013 14:07:36
Isso é Vida de Marajá..
 
Fábio Souza em 02/06/2013 13:27:17
Isso é um absurdo, durante o recesso receber verba indenizatória, tudo isso as custas dos cofres públicos, verba oriunda dos impostos pagos por nós. É coisa q indigna qualquer um.
 
Alberto J. M. Guazina em 02/06/2013 11:24:08
Interessante essa situação, receber para não trabalhar.Então foi por isso que nesse período encaminhei mensagem (pedido de projeto de lei) no e-mail institucional de 3 parlamentares e nunca obtive resposta, NÃO TRABALHAM!Deveriam ter nobreza e devolver a verba ao povo campograndense .
 
george conrado em 02/06/2013 11:15:15
Vai vendo, e ainda querem salários maiores, etc.....
esse dinheiro dava pra eles pagarem o aluguel da camara, ou até mesmo comprar um lote e fazer a mesma...!
Com todo respeito mas o povo é matuto mesmo, e ainda vota nessa cambada!
 
Anderson Silva em 02/06/2013 11:14:05
mais uma vergonha para nós Brasileiros...fora o aumento abusivos de 65% algumas horas de trabalho agora ganhar verba de recesso...QUE VERGONHA acontece no nosso estado...ea SAÚDE um LIXO e o sálario dos policiais 7% é um absurdo..por isso temos os imposto mais abusivos dos estados vizinhos.ACORDA AUTORIDADES DO NOSSO ESTADO DO MS.
 
antonio mendes em 02/06/2013 11:11:07
Parabéns ao Jornal pela matéria, importantíssima; Aliás deveria ser de conhecimento público e explícito todos os meses. Agora gostaria de saber: Quanto custa cada parlamentar da nossa cidade( sem aquela conversa mole de salário de R$ 5000,00; quero saber de todas as ajudas de custos, e quaisquer outros nomes dado) certamente chegaremos à conclusão, que é muito dinheiro pra pouco serviço.
 
Eduardo Almeida em 02/06/2013 10:32:39
com relação ao combustíveis seria melhor todos irem de bicicleta se e que economiza..
 
Stella medeiros em 02/06/2013 10:26:23
Eu gostaria que o MP fizesse uma análise na comprovação de gastos de cada vereador. Srs. vereadores como querem que a população os levem à sério? Ganhar sem trabalhar? Era recesso parlamentar e inicio de legislatura, e os novos eleitos não conheciam nem as praticas legislativas. Acorda Brasil!!!
 
Carlos Henrique Silva em 02/06/2013 10:14:02
Esta é a nossa Câmara de Vereadores. Gastando o dinheiro do contribuinte ao Deus dará. Quando será que nossa população aprenderá a eleger os verdadeiros representantes do povo. Quando será o dia de nossa sorte.....
 
jose luiz kreutz em 02/06/2013 10:04:42
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions