A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

18/05/2016 10:32

Vereadores pedem que Caravana da Saúde fique mais tempo na Capital

Programa em Campo Grande termina dia 29; secretaria de Saúde ficou de avaliar a possibilidade

Mayara Bueno e Leonardo Rocha
Reinaldo Azambuja (à dir.) ao lado de vereadores, durante reunião na Caravana da Saúde, nesta manhã (Foto: Marcos Ermínio)Reinaldo Azambuja (à dir.) ao lado de vereadores, durante reunião na Caravana da Saúde, nesta manhã (Foto: Marcos Ermínio)
João Rocha (PSDB), presidente da Câmara Municipal. Atrás, demais vereadores em reunião com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB). (Foto: Marcos Ermínio).João Rocha (PSDB), presidente da Câmara Municipal. Atrás, demais vereadores em reunião com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB). (Foto: Marcos Ermínio).

Vereadores pediram ao governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB), a extensão da Caravana da Saúde, em Campo Grande. O programa, que realiza consultas e cirurgias, termina em 29 de maio, mas os parlamentares acreditam que é necessário mais tempo de atendimento, em virtude da grande demanda na Capital.

Nesta manhã, Reinaldo despacha documentos e participa de reuniões no gabinete itinerante Centro de Convenções Albano Franco, onde está montada a estrutura do programa.

De acordo com o presidente da Câmara, João Rocha (PSDB), a Caravana tem mostrado a realidade da saúde em Campo Grande. Para ele, o programa está resolvendo as demandas, apresentando solução, mas também a necessidade de mais atendimentos na saúde, principal reclamação da população na casa de leis, segundo Rocha. “A saúde é um dos pontos mais críticos aqui”.

Agora, o governo vai avaliar a possibilidade, já que, se de fato o atendimento se estender, ocorrerá mais gastos. O pedido dos parlamentares foi repassado ao secretário de Estado de Saúde, Nelson Tavares, que terá a responsabilidade de avaliar a possibilidade. Nelson ressaltou que tem muito mais pessoas pedindo atendimento do que o Executivo Estadual espera, “o que mostra a deficiência da saúde em Campo Grande”.

Segundo ele, somente hoje pela manhã, já procuraram o atendimento ao menos 3 mil e que por dia mais de 20 mil pessoas passam por lá e 600 cirurgias realizadas.

Rocha também aproveitou para dizer que espera “uma participação maior da secretaria municipal de Saúde”. “Se houvesse mais boa vontade e agilidade haveria mais atendimento a população. Não teria tanta demanda, principalmente para aquelas pessoas que mais precisam e estão sofrendo”.

Reinaldo continua no gabinete itinerante, onde participa, neste momento, de mais uma reunião.



Ja que eles não fazem nada pela Saúde tem que pedir para o Governador, Seus vereadorzim de bosta.
 
Juliano Ratti Marques em 18/05/2016 12:39:56
Gostaria de fazer uma pergunta aos nossos Vereadores de Campo Grande.
“Os vereadores estão pedindo para que a Caravana da Saúde fique mais tempo”.
Isso é uma vergonha sem tamanho, pois os vereadores que estão fazendo esse pedido deveriam FISCALIZAR os postos de saúde da Capital e o secretário de saúde.
A população de Campo Grande merece sim receber um atendimento decente. Pois os impostos são devidamente pagos pele contribuinte o Governo Municipal e Vossas Senhorias Vereadores que não estão fazendo sua parte.
O contribuinte tem que esperar uma caravana para conseguir fazer uma cirurgia na Capital do Estado com todo o recurso disponível.
Eleitores e Eleitoras de Campo Grande esse ano é um ano de eleições, vamos lembrar aos nobres vereadores o poder do voto.
É hora de renovação 100% CMCG.
 
Ricardo Prado em 18/05/2016 11:53:20
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions