A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

14/04/2015 11:50

Vereadores questionam decisão de prefeito em doar área para sindicato

Flávia Lima e Kleber Clajus
Em sessão na manhã desta terça-feira, vereadores discutiram sobre doação de área à sindicato. (Foto:Kleber Clajus)Em sessão na manhã desta terça-feira, vereadores discutiram sobre doação de área à sindicato. (Foto:Kleber Clajus)

A doação de uma área de 1,5 mil metros quadrados, no loteamento Chácara Cachoeira, para a o Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas de Mato Grosso do Sul (Setlog/MS) gerou polêmica na sessão desta terça-feira (14) da Câmara Municipal. As críticas se referem a atitude do prefeito Gilmar Olarte (PP) que durante a Fórmula Truck, no domingo, assinou um termo de compromisso doando a área para a construção de uma escola de formação de mão-de-obra para profissionais que atuam no transporte de cargas.

Na ocasião, o presidente do Setlog/MS, Cláudio Cavol, disse que a escola é uma antiga reivindicação da categoria e se mostrou satisfeito com o apoio do prefeito. Porém, os vereadores consideraram a promessa da área um desrespeito à Câmara, já que o processo deve passar antes pelo aval dos vereadores para ser concluído.

O vereador Paulo Pedra (PDT) questionou o fato de o projeto de doação não estar, sequer, em tramitação na Casa e prefeito já ter feito um protocolo de doação. “O prefeito fez uma propaganda enganosa”, destacou.

Para o presidente da Câmara, Mario Cesar (PMDB), foi criada uma falsa expectativa com o sindicato, além de ter colocado a Câmara em uma “situação de vulnerabilidade” caso a doação não seja confirmada. Mario Cesar acredita que a inversão na ordem do processo pode prejudicar a essência da proposta do sindicato, que é criar um espaço de qualificação aos trabalhadores.

Já o líder do prefeito, vereador Edil Albuquerque (PMDB) afirmou que desconhece o projeto já que ele ainda não está em trâmite.

A vereadora Carla Stephanini (PMDB) pontuou que o prefeito antecipou uma decisão futura dos vereadores que pode ser questionada, tendo em vista que a existência de outras áreas destinadas a finalidade semelhante.

O Campo Grande News tentou contato com o secretário de Relações Institucionais da prefeitura, Rodrigo Pimentel, mas não obteve resposta.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions