A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Agosto de 2017

22/04/2015 13:33

Vereadores se reúnem amanhã para “blindar” imagem da Câmara

Kleber Clajus
Presidente da Câmara Municipal, Mario Cesar ressaltou que reunião com vereadores deve ocorrer amanhã diante de posicionamento ou não de delegado que investiga rede de exploração sexual de adolescentes (Foto: Kleber Clajus)Presidente da Câmara Municipal, Mario Cesar ressaltou que reunião com vereadores deve ocorrer amanhã diante de posicionamento ou não de delegado que investiga rede de exploração sexual de adolescentes (Foto: Kleber Clajus)

Estratégias para “blindar” a imagem da Câmara Municipal de Campo Grande em escândalo de rede de exploração sexual de adolescentes serão definidas, na quinta-feira (23), em reunião entre os vereadores. A medida antecede abertura de comissão de ética para investigar suposta quebra de decoro de Alceu Bueno (PSL), que pode resultar na cassação de seu mandato.

“Ficamos muito vulneráveis diante disso e queríamos até que o delegado tivesse se pronunciado antes. A reunião será independente da fala ou silêncio para ver que posicionamento tomar, respeitando os direitos [de defesa do vereador] e preservando a imagem do Legislativo”, pontuou o presidente da Casa de Leis, Mario Cesar (PMDB), em sessão comunitária no Nova Lima.

Havia previsão de que o delegado titular da DPECA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente), Paulo Sérgio Lauretto, se pronunciasse sobre o caso envolvendo Alceu Bueno e duas adolescente ainda hoje, porém coletiva foi transferida para a tarde de amanhã.

A abertura de Comissão de Ética, que nem prevista está no regimento interno, pode sair somente após confirmação do “ nível de envolvimento” do vereador em investigação de rede de exploração sexual de adolescentes. Mesmo que se busque evitar pré-julgamento, se as denúncias forem confirmadas há consenso para abertura de comissão que será composta por três legisladores definidos por sorteio.

O escândalo, no entanto, também favorece mudança no regimento interno. Otávio Trad, que relata atualização de diretrizes de trabalho no Legislativo, já admite inserção da comissão de ética no novo texto, faltando apenas definir se será permanente – com cinco membros – ou se será acionada somente em casos pontuais com sorteio de três vereadores para a compor.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions