ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEGUNDA  21    CAMPO GRANDE 17º

Política

Zé Teixeira tem apoio das principais bancadas na disputa pela 1ª secretaria

MDB desistiu da disputa e resolveu apoiar deputado que afirma ter conquistado, inclusive, votos do “G8”

Por Izabela Sanchez e Leonardo Rocha | 12/12/2018 11:24
Deputado estadual Zé Teixeira (DEM) (Foto: Aquivo/Campo Grande News)
Deputado estadual Zé Teixeira (DEM) (Foto: Aquivo/Campo Grande News)

O deputado estadual Zé Teixeira (DEM) se prepara para ocupar, pelo 5ª ano seguido, a primeira-secretaria da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul. O parlamentar afirma que já reuniu votos suficientes e o apoio das principais bancadas da Casa. Segundo cargo mais importante da Assembleia, a primeira-secretaria é responsável pelas finanças e contratações.

A principal disputa do deputado é com o bloco “G8”, que reúne os deputados Herculano Borges (SD), Lucas de Lima (SD), Evander Vendramini (PP), Gerson Claro (PP), Carlos Alberto David (PSL) e Neno Razuk (PTB), João Henrique Catan (PR) e Renan Contar (PSL).

Ainda assim, Teixeira afirma que há deputados do bloco que já sinalizaram apoiá-lo para ocupar o cargo. Entre as bancadas que o apoiam, relata, estão PT, PSDB E MDB. “Nas minhas contas tenho a maioria dos votos e é suficiente para vencer a eleição”, comentou.

Para ganhar, o deputado precisa conquistar 13 dos 24 deputados da Casa. Além das bancadas, o parlamentar também lembrou que tem o apoio do deputado Londres Machado (PSD). “Está bem encaminhada a situação e espero que esses votos se consolidem”, afirmou.

“Nesses 4 anos fiz o dever de casa, tive uma boa parceria com o Junior Mochi (MDB) e espero vencer essa eleição e ter uma boa relação com Paulo Corrêa (PSDB)”. A alusão ao nome de Corrêa ocorre porque o parlamentar tucano é até o momento, o parlamentar que conquistou maior apoio para ocupar a presidência da Assembleia.

O deputado Rinaldo Modesto (PSDB) é um dos parlamentares que já declararam apoio à Teixeira. Além dele, a bancada do MDB desistiu da disputa pela primeira-secretaria. Conforme o deputado Márcio Fernandes, a bancada reuniu-se e decidiu disputar a vice-presidência, apontando o nome do deputado Eduardo Rocha.

Do outro lado da disputa, integrante do G8, Herculano Borges (SD) afirma que o bloco vai continuar “lutando pelo cargo”. “Inclusive devemos ter uma reunião, caso não consigamos vamos discutir outro cargo para ser representado na mesa”, comentou.