A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

05/07/2010 13:51

Zeca foca programa de governo na saúde e no social

Redação

Candidato ao governo de Mato Grosso do Sul, Zeca do PT tem 13 metas básicas para administrar o Estado entre 2011 e 2014. Seu plano de governo, que será registrado hoje à tarde no TRE (Tribunal Regional Eleitoral) tem como principal foco os programas sociais e a saúde.

O plano do ex-governador é implementar ações de humanização do atendimento nas unidade de saúde, programas de recuperação de dependentes químicos e implantar centros especializados de média e alta complexidade nas principais regiões do Estado.

Na área social, Zeca pretende recriar programas como o Bolsa Escola, Segurança Alimentar, Cursinho Popular, Bolsa Universitária e Banco do Povo. Também quer implementar novas políticas de atendimento aos índios, mulheres e negros, além de reabrir o restaurante popular.

A idéia do ex-governador, na área da segurança pública, é investir em novas tecnologias para reaparelhar as polícias, combater de forma ostensiva o tráfico de drogas, reabrir delegacias especializadas no atendimento à mulher, e implantar o DOP (Departamento de Operações do Pantanal), entre outras ações.

O quarto ponto do plano de governo de Zeca fala sobre a atenção à juventude, com capacitação profissional, esporte e combate às drogas.

O crescimento e a redução de impostos também são metas contidas no plano de governo de Zeca.

A idéia é fomentar a industrialização e qualificação profissional em todas as regiões do Estado, a partir das potencialidades econômicas existentes.

Acabar com o que ele classifica de "terrorismo fiscal", desonerado totalmente o ICMS das micro e pequenas empresas. Também quer reduzir o ICMS do combustível, em especial do óleo diesel.

Outro objetivo de Zeca é desmembrar a Secretaria de Produção e Turismo, criando a Secretaria de Agronegócio, Secretaria de Indústria e Comércio e Secretaria de Turismo.

As compras governamentais, em uma possível gestão de Zeca, valorizarão os produtos fabricados no Estado.

O sexto enfoque do plano de governo está voltado para a Educação. Zeca deseja implementar a educação integral de forma gradativa no Estado, ampliar o número de creches e implantar um plano de melhorias das escolas, a partir da construção de bibliotecas e laboratórios de informática.

Outra idéia de Zeca é restabelecer a autonomia financeira da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul).

A Agricultura e a Pecuária fazem parte do sétimo ponto do plano de governo de Zeca do PT.

Neste setor, a idéia é estabelecer parcerias com o governo federal para implantar infraestrutura nos assentamentos rurais, universalizar a assistência técnica, a extensão rural e a pesquisa para atender a agricultura familiar.

Outro ponto é a criação do Fundo de Apoio à Promoção da Carne e do Grão de Mato Grosso do Sul com recursos oriundos do Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário).

Zeca também quer retomar a gestão compartilhada do Fundersul com as instituições de representação (Acrissul, Famasul, sindicatos e prefeituras), reduzindo o valor da taxa cobrada pelo atual governo.

A infraestrutura é outro ponto colocado pelo ex-governador, a partir da viabilização da ferrovia Maracaju-Paraná e reconstrução da Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos), além do investimento na recuperação e ampliação das ferrovias, hidrovias e rodovias.

O nono ponto do plano de governo de Zeca dispõe sobre a valorização, democratização e qualificação dos serviços públicos, a partir da ampliação da participação popular nas decisões.

Cultura e Turismo são o foco do décimo ponto do plano de governo petista.

A idéia de Zeca é ampliar os Festivais da Cultura Regional de Mato Grosso do Sul, como o América do Sul (Corumbá), Inverno (Bonito), Chamamé (Ponta Porã), Universitário (Dourados), Temporadas Populares (Campo Grande e Três Lagoas) e Festival Sertanejo (Coxim).

Outra proposta é inventariar e recuperar o patrimônio histórico e criar a secretaria do Turismo.

Fazer um governo municipalista é um dos treze planos de Zeca. Ele pretende criar agências regionais de desenvolvimento, implementar a Secretaria das Cidades e desenvolver políticas específicas para os municípios da faixa de fronteira.

Meio Ambiente e Tecnologia

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions