A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

23/11/2009 09:40

Zeca procura Lúdio Coelho e propõe vice do setor rural

Redação

O grupo que articula a candidatura do ex-governador Zeca do PT ao governo em 2010 esteve reunido hoje com duas das principais lideranças do setor rural em Mato Grosso do Sul. Logo cedo, os petistas estiveram com o ex-senador Lúdio Coelho e com o presidente da Acrissul (Associação de Criadores de Mato Grosso do Sul), Francisco Maia.

Ontem, durante as eleições internas do PT, Zeca anunciou que terá um apoio inesperado que será como um "golpe" contra os planos de reeleição do PMDB no Estado.

Nesta manhã o ex-governador esteve no escritório de Lúdio, junto do senador Delcídio Amaral, do deputado federal Vander Loubet, do estadual Paulo Duarte e do pedetista Dagoberto Nogueira.

Zeca abriu a reunião falando sobre o que o PT defende para o setor e deixou clara a intenção de ter um representante dos produtores rurais como candidato a vice na chapa de oposição ao governador André Puccinelli.

"Queremos que um representante do setor seja candidato a vice e a receptividade à idéia foi ótima. Lúdio é um nome respeitado e pode indicar quem será o representante", comenta Zeca.

Sobre a aproximação com um setor tradicionalmente distante da esquerda, o ex-governador diz que não perdeu a coerência. Na avaliação dele, ao ter uma pessoa do setor ao lado, fica "até mais fácil discutir conflitos como a questão indígena, por exemplo", garante.

Entre os nomes citados como possíveis candidatos a vice estão o próprio Francisco Maia da Acrissul, que foi quem agendou a reunião de hoje, além do presidente da Famasul (Federação de Agricultura de MS), Ademar da Silva Júnior e do pecuarista Zelito Ribeiro do PTB de Aquidauana, que em outubro chegou a ser lançado como pré-candidato ao governo.

O encontro desta manhã abriu as negociações e também serviu para reforçar a disposição pela candidatura própria do PT. "Falamos que minha candidatura está em estágio avançado e também apresentamos o que pensamos para o setor quando voltarmos ao governo. Queremos discutir ICMS do combustível, a carga tributária e as demarcações, por exemplo", detalha o ex-governador.

Entre os compromissos já assumidos, Zeca disse que será o interlocutor em Brasília em relação as demarcações em Mato Grosso do Sul, para evitar conflitos e preservar os diretos de índios e também dos produtores rurais.

Outra promessa para 2011, caso seja eleito, é de separar a Secretaria de Agricultura da pasta de Indústria e Comércio, já que hoje estão juntas na estrutura do governo estadual.

A aproximação com os ruralistas avança também no interior. Em Dourados, o ex-vereador pelo PMDB, Eduardo Marcondes e aliado político do vice-governador Murilo Zauith, declarou apoio a Zeca. Além de pecuarista, ele é suplente do senador Valter Pereira.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions