A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 14 de Dezembro de 2018

06/12/2018 08:34

Ex-hippie faz sucesso com Buraco Quente para encontrar filho que ficou na Europa

Pão com carne moída e a animação de Darling têm feito sucesso pelas ruas do Centro

Thailla Torres
Aos 34 anos, ela faz sucesso vendendo pão com carne moída no Centro. Aos 34 anos, ela faz sucesso vendendo pão com carne moída no Centro.

Sem emprego fixo e com a venda de bijuterias minguando, a campo-grandense Darling Emiliana de Oliveira, de 34 anos, decidiu vender “Buraco Quente” nas ruas do Centro. Ela só não contava esbarrar com a repercussão do seu pão com carne moída nas redes sociais. Hoje, comemora chegar ao fim do dia sem nenhum pão francês e com cliente pedindo que ela volte às ruas no dia seguinte.

Até ontem sua publicação feita, na terça-feira (4), no Facebook, tinha mais de 260 compartilhamentos e muitos comentários de gente desejando o pãozinho, que custa só R$ 4,00, na saída do trabalho. “Com uma foto besta que eu pedi para uma amiga tirar, vendi todos os meus pães”, conta Darling.

A mulher com sorriso que não sai do rosto comemora o sucesso, mas adianta que em breve deixará o posto. “Estou como ambulante só para juntar uma grana porque em janeiro estou partindo para a Espanha”, conta.

Buraco Quente custa R$ 4,00.Buraco Quente custa R$ 4,00.

Com a documentação em dia e a passagem comprada, ela diz que a renda do “Buraco Quente” será revertida em quitutes que o filho, de 15 anos, que está na Europa pediu. “Vou levar tapioca, paçoca, quiabo. Isso é muito caro lá e ele adora”.

Com saudades da família, Darling deixou o filho de 15 anos na Espanha depois de ter ido visitar a mãe, que há 10 anos mora no país e ganha a vida como empregada doméstica. “Eu fui para ver a minha mãe e conhecer o país, mas meu filho se apaixonou e quis ficar. Na época também descobri que estava grávida da minha filha e voltei para ter o bebê”.

Com filha de 2 anos ao lado, ela prepara o pão em menos de 1 minuto para cada cliente que chega. Fazendo apenas um buraco ela recheia com a carne moída temperada, que também leva milho e molho de tomate. A ideia veio de São Paulo conta. “O trabalhador nem janta, come Buraco Quente,  na rua, quando está voltando para casa. É prático e gostoso”, diz.

Apesar de saboroso, ainda tem gente que torce o nariz para a receita. “Tem gente que não gosta de comer carne moída fora de casa, mas a receita é caseira como eu faria para toda minha família”.

Ela e a filha de 2 anos. Ela e a filha de 2 anos.

Animada com as vendas, a ideia de Darling é dar uma guinada na vida, depois de uma história intensa com as ruas de Campo Grande. “Sou ambulante há muito anos, sou ex-hippie também, fiquei anos vendendo minhas bijuterias ali na frente da Ary Coelho, depois resolvi cortar meu dread e largar as ruas”.

Antes do sanduíche caseiro ela diz que já vendeu refrigerantes, salgados, doces e gelinhos na porta de eventos e nas avenidas mais movimentadas da cidade. Agora, quer mudar de vida ao lado dos filhos. “Quero dar uma vida melhor às minhas crianças. Porque nem sempre isso daqui dá para comprar a fralda e o leite. Lá na Espanha paga-se bem para diaristas”, diz.

Ela usa como exemplo a mãe que chega a fazer 4 faxinas por dia. “Ela tem um emprego fixo no inverno e no verão, que é alta temporada, ela trabalha fazendo faxina nas casas. Com isso dá para viver melhor”.

Mas até janeiro, a mulher com jeito de menina e toda simpática faz o convite. “Pode vim experimentar que o meu Buraco Quente é sucesso”, convida.

Darling fica localizada em volta da Praça Ary Coelho. 

Darling fica pelas ruas do Centro de Campo Grande. Darling fica pelas ruas do Centro de Campo Grande.


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions