A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

18/05/2012 16:01

Colisão entre carro e caminhonete deixa três crianças feridas no Tijuca

Elverson Cardozo

Vítimas, de 8, 9 e 10 anos, sofreram ferimentos leves. Segundo moradores, cruzamento entre as ruas Conde de Boa Vista e Souto Maior é palco de acidentes todo mês

Carro onde estavam crianças ficou com a lateral completamente destruída. (Foto: Pauliane Amaral)Carro onde estavam crianças ficou com a lateral completamente destruída. (Foto: Pauliane Amaral)
Segundo testemunhas, motorista da caminhonete não respeitou via preferencial.(Foto: Pauliane Amaral)Segundo testemunhas, motorista da caminhonete não respeitou via preferencial.(Foto: Pauliane Amaral)

Colisão entre um carro de passeio e uma caminhonete provocou um grande susto na tarde desta sexta-feira (18), no bairro Tijuca, em Campo Grande. Três crianças ficaram feridas, mas sem gravidade.

O acidente aconteceu por volta das 15h no cruzamento das ruas Conde de Boa Vista com a Souto Maior, em frente a uma farmácia. A colisão foi registrada pela leitora do Campo Grande News, a jornalista Pauliane Amaral.

“Felizmente não teve vítimas graves, mas quando tem motociclista envolvido sai gente machucada”, disse.

As vítimas, duas meninas e um menino, que tem 8, 9 e 10 anos, sofreram escoriações e ferimentos leves. O pai, Jocilar Rodrigues, de 31 anos, não ficou ferido, mas disse que levou um grande susto.

Eles foram socorridos por populares e aguardaram atendimento médico dentro da farmácia até a chegada do Corpo de Bombeiros.

A farmacêutica que prestou os primeiros socorros, Beatriz Cruz da Luz, 32 anos, conta que o motorista da caminhonete seguia pela Conde de Boa Vista e não parou no cruzamento preferencial.

O carro de passeio - onde estavam as crianças e o pai - teve a lateral esquerda, próximo à roda dianteira, completamente destruída.

“Aqui acontece acidente direito. Já foi pedido para as autoridades por um sinal e nada foi feito”, afirma.

Desde o início do ano, Pauliane Amaral já flagrou quatro acidentes no mesmo cruzamento. O pai da jovem, o funcionário público Alziro Lopes do Amaral, de 57 anos, afirma que as placas de sinalização na via ficam “escondidas” e não estão refletindo adequadamente.

“Eu vejo acidente toda semana”, relata. “Tem vez que acontece mais de um por dia”, acrescenta.



A preferencial sempre foi a souto maior, mas quem não conhece o local acaba passando pelo cruzamento sem parar, porque não tem sinalização. ao invés do poder publico ficar gastando dinheiro com AQUARIO deveriam cuidar do que é mais importante.
 
Michael da silva dias em 18/05/2012 04:22:29
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions