A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018

23/05/2013 10:42

Leitora denuncia supermercado por vender energético vencido em março

Evelyn Souza e Mariana Lopes
Energéticos estavam na promoção, por R$ 0,98. (Foto: Aline Cristina da Silva) Energéticos estavam na promoção, por R$ 0,98. (Foto: Aline Cristina da Silva)
Produtos venciam em março. ( Foto: Aline Cristina da Silva)Produtos venciam em março. ( Foto: Aline Cristina da Silva)

Leitora do Campo Grande News, a advogada Aline Cristina da Silva, de 32 anos denuncia o supermercado Walmart de vender produtos com prazos de validade vencidos.

Aline Cristina conta que na tarde de ontem (22) comprou seis latas de energéticos da marca Burn, que estavam em promoção por R$ 0,98 e que quando chegou em casa, percebeu que os produtos estavam com a data vencida.

Indignada, a consumidora retornou ao supermercado propositalmente na manhã desta quinta-feira (23) e comprou mais 20 unidades do mesmo produto, que segundo ela, venceram em março.

Ela tirou fotos dos energéticos e afirmou que não é a primeira vez que o supermercado oferece ofertas sem deixar claro, as condições de uso dos itens. A leitora denunciou também que os energéticos que ainda estavam para vencer foram expostos nas prateleiras juntamente com outros com a data de março, o que segundo a advogada, confunde e engana os clientes.

Aline Cristina disse que procurou o Procon (Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor) e a Decon (Delegacia de Defesa do Consumidor) para registrar o caso.

Delegado titular da Delegacia do Consumidor, Antônio Silvano Rodrigues Mota, esse caso está sendo investigado pela Decon e uma equipe da Vigilância Sanitária já foi acionada para verificação do lote. “Caso sejam encontradas irregularidades, o lote será recolhido”, diz.

Titular da Delegacia do Consumidor também aproveitou para fazer um alerta. “Colocar produtos que estão para vencer em promoções, também não é obrigação do comerciante. Mas na maioria das vezes, eles optam por isso para não ficarem no prejuízo e não perderem mercadorias. Mas é de responsabilidade do consumidor avaliar se ele quer ou não, levar para casa, aquele produto que está para vencer”, conclui.

O Campo Grande News tentou entrar em contato com a assessoria de imprensa do supermercado Walmart, mas ninguém atendeu ao telefone.



mais tem coisas que nao entendo ...e a lei pra que serve ..estao debatendo tanto, tem leis que foram estabelecidas justamente para estes produtos vencido para que beneficiem quem os encontra e nesta lei diz bem claro que se vc encontrou algo vencido nas prateleiras o supermercado e obrigado a te ressarcir com o mesmo produto dentro do prazo de validade de acordo com a quantidade identificada pelo consumidor.
 
flavio de souza em 27/08/2013 16:04:37
Sendo coisa papai noel ou não, o baixo preço, é responsabilidade do supermercado, assim como o prazo de validade, e não adianta colocar a culpa no repositor, pq deve existir supervisão, verificação de estoque e conferência da mercadoria. Brincadeira continuarem a tirar a responsabilidade do mercado, dizendo que quem compra barato é o responsável por que deveria saber ser algum possível enganação, ou que o repositor, uma única pessoa capaz de colocar em risco a credibilidade do mercado. Uma coisa dentro do estabelecimento sendo vendida é responsabilidade do mercado sim. E o preço não imputa nenhuma responsabilidade ao consumidor, desavisado ou não.
 
Adriano Magalhães em 24/05/2013 10:43:05
estou com umas latas de burn vencida aqui em casa...vou comprar 05 latas e tirar fotos que comprei hoje boa ideia......
 
GILMAR BORGES em 24/05/2013 00:28:58
quantas vezes identifiquei produtos vencidos nas prateleiras, sempre procuro verificar o que estou comprando, e quando encontro com prazo de validade vencida, oriento o responsável e pronto. Devemos também prestar atenção aos preços constantes nas gondolas e ao passar no caixa, o extra e o walmart são campeões neste ato...
 
Ilson Ferreira em 23/05/2013 22:29:02
uma vez liguei na vigilância sanitária para denunciar um mercadinho da vila, porq eles sempre deixam produtos vencidos e acham ruim qdo a gente avisa, porq eles querem vender aquilo de qualquer jeito... A mulher da vigilância falou: o senhor tem o nome do produto, marca, lote, data que venceu, quantidade, pratileira (...), falei q não e ela disse "então a gente não pode fazer nada!". Mais é um iogurte, vcs não podem vir olhar os iogurtes? "a gente vai ter que olhar tudo?! não da senhor..."
 
Clodoaldo Rocha em 23/05/2013 22:26:40
Isso dái é culpa do repositor da Coca-Cola. O Walmart tem repositores da Coca-Cola que são exclusivos para cuidar dos produtos distribuídos pela indústria do grupo FEMSA (burn, coca-cola, fanta, kuat, sprite, I9, powerade, além dos sucos del valle). Os repositores estão lá para abastecerem e verificarem a validade dos produtos para que situações como essa não ocorram.
 
José Aparecido em 23/05/2013 22:17:24
Primeiramente...esse energético custa em media R$ 7,00...querer pagar R$ 0,98 é desconfiar de alguma coisa estranha...pessoal, não existe Papai Noel...outra coisa...isso foi atitude de um funcionário irresponsável....infelizmente um funcionário poe em jogo o nome de uma empresa...
 
alexandre papipa em 23/05/2013 21:55:56
Aos desinformados que não sabem o que dizem!
a Dra. em momento algum falou em danos morais ou materiais, e mesmo se tivesse cogitado essa idéia, não caberia pois somente se gerasse dano, ou seja se ela chegou a ingerir o produto e passou mal, ai sim faria jus aos danos !!!
Mas prestem mais atenção antes de falar, ou melhor colocar palavras na boca das pessoas!!!
 
Leonardo Moreira Mello em 23/05/2013 21:52:37
Antônio Silvano Rodrigues Mota, que vergonha sua declaração: O consumidor compra o produto VENCIDO se quiser??? Absurdo, é sabido e está na lei se o Sr. verificar bem que é extremamente proibido expor e vender produtos vencidos. Assim fica difícil lutar por algo, quem tem que ajudar mais atrapalha.
 
Leticia Aneil em 23/05/2013 19:31:35
não é novidade vender um produto vencido,,esses dias mesmo o supermercado pires da moreninha estava vendendo coca cola vencida, uma pessoa que trabalha la me falou que eles foram obrigado a tirar a data vencida com acetona...é uma barbaridade
 
cristiane ferreira em 23/05/2013 19:07:52
Lendo alguns comentários postados aqui, fico assustado com a ignorância de algumas pessoas! Esse é o tipo de gente que se acostumou a aceitar tudo de boca calada, o que lhes empurram, e aí acham normal algo que na verdade é lamentável! Corretíssima a atitude da denunciante.
 
deivison medeiros em 23/05/2013 16:57:45
E a culpa é do supermercado. Chega a ser surreal mas na verdade é ridículo tratar a advogada, ou quem quer que seja de oportunista, quando na verdade, foi o supermercado, que usou de muita má fé, tentando ludibriar o consumidor, seja qual for o preço. Que fosse 0,01 centavo, não é possível que uma grande rede, ou que fosse um mercadinho ter a impáfia de apresentar em suas prateleiras, produto vencido a preço de banana, e pior que isso, verificarmos que a população execra a atitude da advogada em detrimento do crime cometido pelo Wall Mart.
Todo mercado deve possuir controle de estoque e do vencimento. Pode até ser caso de alguém tentando prejudicar o supermercado, mas esse controle deve ser rígido e não deve haver falha desse porte.
 
Adriano Magalhães em 23/05/2013 16:23:22
Aos desavisados, a atitude da advogada comprova que não se trata de mero erro causual do estabelecimento. E ao comprar sem observar a data de validade, em que pese ser o preço muito barato, e o costume do comprador, conferir a data, é muito maior a responsabilidade do estabelecimento, não oferecer, em hipótese alguma, produto vencido, e além disso, deve informar, quando uma promoção de determinado produto, se a data de validade estiver próxima. Com essa atitude da advogada afundou a defesa do supermercado que ofereceu de forma acintosa produto vencido. Vai ganhar uma boa ação e talvez uma boa indenização, que cobrirá com certeza o prejuízo que teve pra comprovar o grande desrespeito dessa rede de supermercado.
 
Adriano Magalhães em 23/05/2013 16:14:44
KKKKKKKKKKKK, quem critica mais...Nunca vi desse jeito, só falam uns dos outros.........
 
Lenita Santos em 23/05/2013 16:13:36
José da Silva concordo, gostaria de saber porque tanta raiva a população tem de um profissional que está aí para proteger "seus" direitos.

Não se esqueçam, profissionais "ruins" existem em todas as áreas, e ao menor problema jurídico a quem as pessoas recorrem?

Por isso somos um país de 3º mundo!
 
Marcio Brunholi em 23/05/2013 15:27:50
A advogada esta totalmente correta em reclamar pois toda mercadoria que a loja vende deve haver uma equipe responsável pelo cuidado da validade dos produtos e se ela comprou mais fardos vencidos foi uma forma de ela provar que não era apenas um fardo vencido e possivelmente poderia ser um lote inteiro. Que vergonha Walmart.
 
Eduardo D'Avila de Lemos em 23/05/2013 15:27:42
Energético a R$ 0,98? Notou em casa? Comprou mais 20? Tirou foto e comunicou a imprensa? Fim de carreira (ou início) hein Srta. Aline ... tsc tsc
 
Glauber S Rodrigues Martelli em 23/05/2013 15:07:09
Affsss qaul a dificuldade de entender que o produto estava VENCIDO...
vao dizer que nunca passou batido algum produto sem olhar a data de validade,devemos olhar sim a data mas esquecemos tbm.. e concerteza agiramd e ma fe.. pq misturaram com data valida ainda?? rrun"
 
karollzinha souza em 23/05/2013 15:06:36
A verdade é a seguinte: Se fosse qualquer outro cidadão ninguém estaria questionando nada e sim atacando o supermercado, como se trata de uma advogada o pessoal fica questionando. É por essas e outras razões que o Brasil não vai para frente, o mercado esta agindo de forma irregular e portanto deve ser penalizado.
 
José da Silva em 23/05/2013 14:59:46
A verdade é só uma!!! direito do consumidor e pronto... estão fazedo propaganda enganosa vendendo produto que venceu.....falta de respeito com o dinheiro e saúde dos outros!!!!
 
Luciano Evaldo Barbosa Silva em 23/05/2013 14:58:37
POR QUE ELA NÃO OBSERVOU NO ATO DA COMPRA O PRAZO DE VALIDADE ? SERÁ MESMO ? OU OPORTUNISMO ?
 
CARLOS RENATO LOPES em 23/05/2013 14:43:06
Não era de se esperar de um espertinho, ainda mais vindo de uma advogada, qdo não esta na razão, sempre acha um meio de arrancar dinheiro de uma idenização, se ela sabia q o produto era vencido, porque não comunicou o gerente e pedia a troca imediata do produto pelo valor q já havia pago. Não seria mto mais justo senhora Aline?
Mas não, como alguns advogado de nosso pais, sempre procurando o caminho de ganhar dinheiro de alguém, ou do comerciante ou em cima de um cliente desesperado por alguma situação....A senhora é que devia responder um processo de usar de má fé da situação.
 
Thiago da Silva em 23/05/2013 14:19:14
Esta prática dos supermercados de Campo Grande de colocar produtos prestes a vencer já é sabido, mas segundo a reportagem foram colocados produtos vencidos juntos dos produtos a vencer.... portanto o supermercado Walmart está induzindo os consumidores a levar produtos vencidos e, a equipe da Vigilância Sanitária tem que punir dentro da Lei vigente a empresa e o gerente responsável da loja, para que os demais mercados não faça o mesmo com os cosumidores de boa fé. Gostaria muito de ver aqui na Campo GrandeNews a reportagem da multa aplicada neste supermercado Walmart.
 
Paulo Cesar em 23/05/2013 14:02:29
Não tava vencido não gente, a data é que foi errada , o vencimento é 14/03/2018. Energético porreta esse heim.
 
jose carlos em 23/05/2013 13:57:53
O NEGOCIO E O SEGUINTE DESDE PEQUENOS SOMOS ENSINADOS PELOS NOSSOS PAIS A VER A VALIDADE DO PRODUTO SE ELA TEM MEDO DE COMER OU TOMAR ALGO VENCIDO ENTAO NAO COMPRE, POR QUE EU MESMO COMPRO AS COISAS SEM VER DATA DE VALIDADE E CONSUMO E ACREDITO QUE ALGUM PRODUTO DESTE QUE EU JA COMPREI PUDE PEGAR ALGUM QUE ESTAVA VENCIDO, ENTAO PARA DE QUER ACHAR AS COISAS PARA SER INDENIZADA QUE E O QUE VAI ACONTECER DAQUI UM TEMPO VOCES VAO VER ELA VAI FALAR QUE NAO SABIA E AS 21 QUE ELA COMPROU O MERCADO VAI TER QUE PAGAR PRA ELA DEVOLTA.
 
WILLYAN ANTUNES DOS SANTOS em 23/05/2013 13:57:24
Agora ela quer ser indenizada??? Só na cabeça dela mesmo um energético a R$ 0,98 deveria imaginar q estaria com o prazo de válidade a vencer!!! ate agora não vi nenhuma irregularidade!!! compra quem quizer eles não obriga ninguem a levar o produto!!!!!

Até meu filho de seis anos desconfiaria do preço e se certificaria da validade!!!!!
Me desculpe adv. o erro foi seu e não do estabelecimento!!!!
 
CRIS. ALVES em 23/05/2013 13:32:35
Mas, os produtos venceram em março!!! Só olhar a data! E vender produto vencido está correto? A foto dis 14/03/2013
 
Mariana Garcia em 23/05/2013 13:31:07
VAL: 14/03/13

Como os Srs dizem que não estava vencido???
 
Marcio Brunholi em 23/05/2013 13:29:09
Acho que os leitores deveriam ler e interpretar melhor os textos antes de manifestarem sua opiniao. Na reportagem ficou claro que o citado supermercado estava vendendo produtos com PRAZO DE VALIDADE VENCIDO, o que, segundo nossas leis trata-se de crime contra saude publica, passivel ate mesmo de interdicao do estabelcimento, portanto, caros leitores e consumidores, fiquem de OLHO ABERTO EM PROMOCOES!!!!!
 
LEONARDO DIAS em 23/05/2013 13:28:30
Comprou, viu que estava vencido, voltou no supermercado e comprou mais 20 unidades? E ainda quer ir no Procon reclamar?! Ta de brincadeira né?! Estranho isso!
 
Eduardo Russo em 23/05/2013 13:25:32
Já dizia um velho ditado: _" Quando há muita oferta todo santo desconfia", portanto é nosso dever sempre verificar antes de adquirir qualquer coisa, afinal:
" o seguro morreu de velho!"
 
Sarah de Castro Ovando em 23/05/2013 13:20:16
Paulo Medeiros

Estamos em MAIO (23/05/2013), a leitora comprou o produto ontem: "Aline Cristina conta que na tarde de ontem (22) e a data de validade do produto informa 14/03/2013, como que não estava vencido?
 
Higor de Siqueira Marques em 23/05/2013 13:12:33
Como assim NÃO estão vencidos??? Sendo que ela comprou nos dias 22 e 23 DE MAIO, e nos produtos estão VAL até 14/03/2013!
 
Margarethe Brito em 23/05/2013 13:01:00
ela comprou um produto vencido e esta com a razão....comprou em Maio e ele venceu em Março....os dois abaixo deveriam ter lido a matéria antes de sairem criticando>>>
 
Ivan Oliveira em 23/05/2013 13:00:38
Claro, onde esta a irregularidade, neh. Ate onde eu sei, mercadorias fora do prazo de vencimento não devem ser comercializadas, e ainda podem causar mal a saúde. Devemos sim conferir a data de vencimento e se encontrarmos algo de errado informar ao responsavel no mercado para que aquele lote seja retirado, agora, perguntar onde esta a irregularidade é muita ignorância viu... leva esse lote para a sua casa entao, aproveita e compra outros que estiverem vencidos também.
 
Renata Soares em 23/05/2013 12:55:43
O povo desinformado vocês não prestaram a atenção, o produto venceu em março a reportagem foi feita hoje e a cliente comprou os energéticos ontem 22/05/2013, portanto ela ja comprou os energéticos vencidos.
 
Luiz Tenório em 23/05/2013 12:55:28
Não interessa se consumidor tem que verificar o prazo,não se pode vender produtos fora do prazo de validade.
 
José Ferreira em 23/05/2013 12:49:49
Paulo Medeiros, a reportagem diz que alguns produtos venceram em Março. E a responsabilidade NÃO é do consumidor de verificar essas datas e sim do estabelecimento ter produtos dentro da validade. Mas que é bom o consumidor verificar, isso é. Ainda mais em produtos na promoção.
 
Diego de Oliveira Areco em 23/05/2013 12:39:49
O Paulo Medeiros está precisando de um oftalmologista.
Olha ali a foto cara, venceu dia 14/03/13, já tem 2 meses vencido.
 
Afonso Netho em 23/05/2013 12:34:21
GENTE.... aprendam a ler direito... A cliente comprou sim o produto vencido!! O Delegado titular do caso apenas fez um ALERTA sobre o assunto de produtos que poderiam estar para vencer o prazo de validade.
 
Chrystiano Vilalba Antonio em 23/05/2013 12:32:21
Ela quer ganhar um dinheiro de indenização!
 
Luicano Silgueiros em 23/05/2013 12:29:25
Paulo Medeiros, o produto venceu em março e nós estamos em maio, ou seja o produto esta vencido sim e de acordo com a foto, desde o dia 15/03/2013.
Você vender um produto que vai vencer pode ate não ser errado, mas certamente ocultar que o produto esta para vencer isso sim é errado, ou seja, levar o consumidor ao engano isso não é permitido pela Código de Defesa do Consumidor.
 
Jorge Moraes em 23/05/2013 12:24:28
Induzir o comprador É sim IMORAL então Paulo Medeiros pq vc não senta e toma tudo junto com o gerente de tal supermercado aff, está induzindo o comprador sim, nimguém é porco pra comprar hj e sair comendo ou tomando no mesmo dia, isso no centro imagina na periferia um horror
 
sandra lima em 23/05/2013 12:23:20
Caro Paulo Medeiros,
os primeiros produtos estavam sim vencidos, pois haviam vencido em março!!!
A reportagem deixa claro que haviam outros produtos que estavam para vencer, mas havia sim produtos vencidos!
Leia a reportagem na íntegra antes de comentar!

Att,
 
Augusto Liberato em 23/05/2013 12:18:00
Esta é uma prática comum aos comercios de Campo Grande, porem não é ilegal, pois o desconto é justamente porque o produto esta proximo a vencer a data de validade. Eu ja aproveitei de varias promoções destas e nunca me senti enganado. Basta olhar a data antes de por no carinho. Só leva quem quizer. Não concordo com a reclamação desta senhora e espero que as promoções continuem.
 
Jose Batista em 23/05/2013 12:12:40
COMPLEMENTANDO: o produto NÃO estava vencido, apenas venceria no dia da compra, portanto a venda não é ilegal.
 
Paulo Medeiros em 23/05/2013 11:18:11
Onde está a irregularidade?

Data de validade está no rótulo para ser verificado pelo consumidor. Eu mesmo verifico a validade de todos os produtos perecíveis que coloco no carrinho, questão de se acostumar...
 
Paulo Medeiros em 23/05/2013 11:16:56
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions