A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

08/07/2011 16:38

Caseiro da Bom Jesus pede para permanecer na fazenda ocupada pelos índios

Vanda Escalante

Ele diz que não tem para onde ir e tem medo de não receber os salários atrasados se sair do local.

O caseiro Severino continua na fazenda até receber salários atrasados. (Foto: Pedro Peralta)O caseiro Severino continua na fazenda até receber salários atrasados. (Foto: Pedro Peralta)

Há cerca de um ano e meio, Severino Vicente da Silva mora com a mulher e dois filhos pequenos, de 3 e 5 anos, na fazenda Bom Jesus, onde trabalha como caseiro. Depois da ocupação da fazenda pelos índios terena na segunda-feira (05), ele pediu às lideranças indígenas que o deixassem continuar no local.

“Eles foram bacanas comigo. Eu pedi pra ficar porque não tenho para onde ir e também estou sem dinheiro. E se eu sair daqui, tenho medo de não receber os salários atrasados”, conta Severino.

De acordo com o caseiro, a fazenda Bom Jesus sempre foi arrendada para outro criador de gado e o proprietário, identificado por ele como Júlio César, raramente aparece por lá. “Eu tinha quatro salários atrasados, ele me trouxe só a metade na semana passada. Agora vou ficar aqui até terminar de receber”, diz.

O caseiro confirmou que o gado do arrendatário – 140 vacas e 160 garrotes – continua na fazenda, pois o dono também não tem outro local para alojar o rebanho. Também continuam na Bom Jesus as 4 cabeças que pertencem ao titular da terra, além das aproximadamente 300 cabeças que são dos índios.

Severino contou ainda que havia outro caseiro na fazenda mas, como ele tinha para onde ir, deixou a Bom Jesus ontem (07).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions