A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

26/10/2011 16:39

Corumbá perde posto de maior rebanho do País para município do PA

Marta Ferreira

Mato Grosso do Sul, segundo levantamento do IBGE, segue como terceiro no ranking da pecuária no País, atrás de MG e MT.

Rebanho de MS é de 22,3 milhões de cabeças, conforme os dados do IBGE. (Foto: Divulgação)Rebanho de MS é de 22,3 milhões de cabeças, conforme os dados do IBGE. (Foto: Divulgação)

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou hoje o tamanho do rebanho bovino de Mato Grosso do Sul, segundo dados de 2010. A pecuária sul-mato-grossense, que já foi a mais representativa do País, está em terceiro lugar no ranking nacional, com 22.354.077 bovinos, conforme os dados divulgados hoje pelo IBGE.

Conforme o levantamento do IBGE, o rebanho estadual se manteve semelhante ao de 2009, com aumento de menos de 1%. Em números objetivos, o crescimento foi de 28.814.

Ainda de acordo com os dados, Corumbá, que era até 2009, o município com maior rebanho no País, agora é o segundo. Perdeu o status para São Félix do Xingu, no Pará, que tem um rebanho superior a 2 milhões de cabeças, contra 1,9 milhão de Corumbá, praticamente o mesmo número do ano anterior.

Ribas do Rio Pardo, outro grande produtor de gado do estado, segue na terceira posição, com rebanho de 1,1 milhão de bovinos.

O município de Porto Murtinho registrou encolhimento do rebanho, perdendo a quinta posição ocupada em 2009 para Cáceres (MT) e passando ao 12º lugar em 2010. Conforme os dados do IBGE, a criação de gado de Murtinho diminiu 15%.

País- Enquanto em Mato Grosso do Sul, o rebanho bovino ainda está em patamares inferiores ao que já foi no passado, Mato Grosso segue como campeão nacional da produção de bovinos, com mais de 27 milhões de cabeças.

O Centro-Oeste, conforme o IBGE, concentra 34% do rebanho nacional. No País, efetivo de bovinos em 2010 teve aumento de 2,1% em relação a 2009,fechando em 209,541 milhões de cabeças.



Desculpe Luis, mas discordo de vc.O que vc diz de Três Lagoas e região que tirou praticamente todo rebanho para transformar em um "deserto verde" de eucalipto, e outras regiões que tb tirou o gado e plantou cana?O tamanho que temos desmatados é suficiente para mantermos a quantidade de gado que tínhamos até então.E ainda querem implantar mais usina na região do pantanal, aí a "vaca vai pro brejo"
 
Aline Benites em 30/10/2011 01:24:38
Isso + cedo ou + tarde iria acontecer, a regiao de Sao Felix, tem muita produção de gado e pouca produção de carne em comparação a nossa região, nessa regiao há em torno de10 frigorificos com abate aproximado de 4.500 dia no raio de 600 km, coisa que aqui só em Campo Grande temos 5 grandes frigorificos com abate aproximado de 6.000 cabeças dia, dentro mesmo raio, 25 frigorificos com 15 mil cab/dia
 
Sergio Luiz em 27/10/2011 10:37:50
Essa perda de posição no ranking, se deve ao posicionamento do Ibama em proibir a renovação e criação de novas pastagens. Será o fim.
 
LUIS LEITE em 27/10/2011 08:15:41
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions