ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, SÁBADO  15    CAMPO GRANDE 22º

Saúde em Equilíbrio

Enxaqueca: relação com a articulação temporomandibular

Por Dra Thais Cristina Leite (*) | 15/05/2024 14:48

Você sabia que a enxaqueca está muitas vezes relacionada com a tensão dos músculos da articulação temporomandibular? Essa tensão pode ser causada por diversos fatores, como estresse, bruxismo (ranger dos dentes durante o sono), postura incorreta e traumas no crânio, que podem alterar as respostas neurofisiológicas dos pares crânios, como o trigemio. Os núcleos neurofisiológicos do trigêmeo desempenham um papel importante nessa interação. O nervo trigêmeo é responsável pela inervação sensorial da face e da cabeça, incluindo as regiões da articulação temporomandibular e dos músculos faciais. Quando ocorre uma atividade anormal nos núcleos do trigêmeo, isso pode resultar em sintomas de dor de cabeça, dores na mandíbula e tensão nos músculos da região.

Nossa dica de hoje é: É fundamental abordar tanto a enxaqueca quanto as disfunções da articulação temporomandibular de forma integrada, levando em consideração a regulação dos núcleos neurofisiológicos do trigêmeo para um tratamento eficaz e abrangente, associado à mobilização das suturas cranianas e dos músculos relacionados a esta região.

(*) Dra. Thais Cristina Leite - Fisioterapeuta, formada em 2004 pela UCDB, com 20 anos de prática Clínica. Especialista em Gestão em Saúde/ Educação Especial e Inclusiva. FORMAÇÃO em Terapia Manual, Liberação Miofacial, Mobilização Neural, Ventosa Terapia, Terapia Floral, Método ProCURE, Formação em Análise Corporal e outras Técnicas Integrativas e Complementares em Saúde. Siga nas redes sociais: @dra.thaiscristinaleite.

Nos siga no Google Notícias