A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 23 de Novembro de 2017

19/10/2013 09:31

Menino de 17 anos morre em acidente três meses após ganhar moto do pai

Aliny Mary Dias e Mariana Lopes
Polícia investiga colisão entre motos na Avenida Afonso Pena, que resultou na morte de jovem (Foto: João Garrigó)Polícia investiga colisão entre motos na Avenida Afonso Pena, que resultou na morte de jovem (Foto: João Garrigó)

Um adolescente de 17 anos morreu por volta das 4h30 deste sábado (19) após colidir a moto que conduzia em outra motocicleta, na Avenida Afonso Pena, em frente ao Shopping Campo Grande. Mesmo não tendo idade para obter a CNH (Carteira Nacional de Habilitação), o menino ganhou a motocicleta do pai há três meses. 

De acordo com a Polícia Civil, A.L.S pilotava uma YBR 125 cc e levava outro adolescente de 17 anos na garupa. Em frente ao shopping, o adolescente bateu na traseira de uma Honda Titan, caiu da moto e bateu a cabeça no meio-fio.

Com a força do impacto, o adolescente sofreu traumatismo craniano grave e foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros até a Santa Casa de Campo Grande. Durante o trajeto, o adolescente sofreu uma parada cardíaca e morreu.

O adolescente que estava na garupa da moto não teve ferimentos. A moto atingida pelo adolescente era pilotada por Fernando Elias Oliveira da Silva, de 23 anos e tinha como passageira Adriana Ribeiros dos Santos, de 23 anos. Ambos foram socorridos e encaminhados para um posto de saúde com ferimentos leves.

O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro da Capital.

O pai de A.L.S disse ao Campo Grande News que deu a moto ao filho há três meses. “O filho pede, a gente tem condições e dá. O erro é dos pais”, desabafou o homem que pediu para não ser identificado.

Segunda vítima - Carlo Augusto Rodrigues, 50 anos, estava em uma Honda CG 125 e, segundo o Corpo de Bombeiros, ele teve politraumatismo e fratura exposta na perna esquerda.

O motociclista chegou a ser socorrido e encaminhado para a Santa Casa, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital. O acidente ocorreu no início da madrugada de hoje.



olha eu tenho pena mas ele não podia dirigir porque ele tinha que ter carteira de motorista e tinha que ter idade
 
giovane da silva do nacimento em 20/10/2013 21:00:00
ESSE PAI TERÁ REMORSO PRO RESTO DA VIDA, SUA FALTA DE RESPONSABILIDADE PODERIA TER CAUSADO A MORTE DE OUTRAS PESSOAS ,ALÉM DA DO PRÓPRIO FILHO.
 
alice alves de macedo em 19/10/2013 20:00:49
É triste a situação desse pai. Mas, penalidades tem que ser aplicadas. A perda foi com a própria vida, mas poderiam ser quatro.
 
ORLANDO SANTOS em 19/10/2013 17:41:54
Como não quer ser identificado? Apronta dando uma moto para o filho menor e depois quer "sua imagem preservada"? Tem mais é que ser identificado e servir de exemplo para a sociedade!
 
João Dias em 19/10/2013 17:24:48
Acidente??? A tá...
 
Alex Andre De Souza em 19/10/2013 17:00:49
Esse pai com certeza já pagou bem caro por esse erro, fica de exemplo ai pros demais que querem ficar ensinando seus filhos menores de idade a dirigir, quem tem competência pra isso é auto escola e detran.
 
Douglas Martins em 19/10/2013 16:48:44
Cabe agora o pai responder criminalmente pelo ocorrido!
 
Alexandre de Souza em 19/10/2013 15:43:48
Esse pai que deu a moto para um menor de idade e deixo-o dirigir o veiculo sem habilitação, nao sera indiciado por homicídio culposo? Colocou o menor e terceiros em risco dando um veiculo para um menor sem habilitação. E obrigação do delegado indicia-lo para que responda na justiça. O casal atingido pela moto deveria entrar com processo de tentativa de homicídio e pedir compensação financeira por danos físicos e morais.
 
Claudio Reis em 19/10/2013 13:05:07
O irresponsável pai desse menino deveria ser indiciado e responsabilizado civil e criminalmente pelo absurdo de ter dado a moto pra esse adolescente. O que é isso??? Que falta de autoridade é essa? "a gente tem condições e dá????" Onde está a responsabilidade, a educação, a formação moral, o limite?
 
Ana Clara em 19/10/2013 13:00:26
Puxa vida, só esta madrugada duas vidas perdidas no trânsito, duas estrelinhas no asfalto da nossa cidade.. Triste. Todas as histórias eu acompanho aqui, http://estrelanoasfalto.com.br/. Que Deus conforte a família destas pessoas...
 
Aline Silva em 19/10/2013 11:34:59
Sabia que era um erro, e fez o gosto agora chora a grande perda!!!
 
wilke figueiredo em 19/10/2013 11:29:27
Todo conforto a família perder um jovem rapaz.Mas a família deve falar não e impôr limites na educação dos filhos, o excesso de liberdade, um rapaz menor de idade com outro na garupa nos altos de uma avenida movimentada que só tem gente drogada e bêbada naquele horário, ignorar a lei e entregar o veículo para uma pessoa não habilitada.Realmente é necessário rever alguns conceitos na educação dos filhos para depois não sofrer eternamente.Lamentável, Deus dê conforto a família.
 
Antonio Carlos em 19/10/2013 11:08:42
Pai totalmente irresponsável. Como se o transito de Campo Grande ainda não é ruim suficiente ele incentive mais um sem CNH nas ruas. Em vez de dar moto antes do filho ter 18 anos, ou quando chegar a ter 18 anos, deveria se adquirir ou dar a moto só apos conseguir o CNH. Bom, agora ele sabe...
Enquanto isso, só mais blitze para tirar motociclistas e motoristas sem CNH do asfalto, onde eles nem deveriam estar!
 
Marcos da Silva em 19/10/2013 10:29:49
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions