A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

07/08/2018 17:29

Polícia aguarda depoimento de testemunhas para entender acidente com morte

Equipes também estão em busca de câmeras que possam ajudar a saber detalhes da colisão

Liniker Ribeiro
Calçado que vítima de acidente usava no momento da colisão; ambulância do Corpo de Bombeiros e moto envolvida no acidente (Foto: Paulo Francis) Calçado que vítima de acidente usava no momento da colisão; ambulância do Corpo de Bombeiros e moto envolvida no acidente (Foto: Paulo Francis)

A Polícia Civil ouvirá ainda nesta semana testemunhas do acidente que provocou a morte de um idoso, de 67 anos, na tarde de ontem (6), no cruzamento da Rua Trindade com a Avenida Fábio Zarhan, na Vila Progresso, em Campo Grande. De acordo com a delegada da 4º DP, Célia Maria Bezerra, os depoimentos serão definitivos para entender como a colisão entre o Fiat Strada e a Honda CG 125cc aconteceu.

"A Polícia Militar identificou três testemunhas no local do acidente e também vou ouvir o condutor do carro", afirmou a delegada, ao revelar que os depoimentos devem acontecer até a próxima quinta-feira (9).

Ainda segundo ela, equipes estão em busca de possíveis câmeras de segurança que possam ter registrado o acidente. As imagens vão ajudar a apurar como tudo aconteceu, uma vez que há divergências, até o momento, no discurso das testemunhas, como por exemplo, a direção em que o motociclista estava antes de ser atingido pelo carro.

Conforme a própria delegada, duas das testemunhas afirmam que a vítima, Ari Domingos da Silva, seguia pela Trindade, em direção a Rua Rui Barbosa, mas uma terceira pessoa relatou que o condutor da moto tentou fazer uma conversão indevida, vindo pela Fábio Zahran, no sentido Centro-Bairro, quando tentou fazer o contorno.

A polícia também busca saber qual dos condutores teria cruzado o sinal vermelho. Até o momento, apenas possui apenas uma única certeza. "A perícia identificou que ambos os envolvidos estavam em alta velocidade", afirmou a delegada, ao explicar que o resultado da perícia está baseado na distância em que ambos os veículos pararam.

A delegada ainda espera contar com o relato de novas testemunhas. "A gente que, caso alguém tenha realmente visto como tudo aconteceu ou que estava no mesmo sentido da moto, entre em contato. Isso vai evitar que aconteçam injustiças", solicitou Célia Maria, informando que testemunhas podem entrar em contato com a 4ª Delegacia de Polícia Civil, pelos telefones 3398-2500 ou 2501.

O caso - Ari Domingos guiava a moto Honda CG 125cc, enquanto Luis Ayala, de 38 anos, conduzia a picape, que foi parar dentro de um galpão. A vítima não resistiu e morreu no local. O motorista reclamava de dores na lombar, foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e encaminhado à Santa Casa.

Os estilhaços da motocicleta e pertences do motociclista ficaram espalhados pela via. O calçado foi encontrado a dez metros do corpo. A parte dianteira do carro ficou completamente danificada. A avenida Noroeste precisou ser totalmente interditada no sentido bairro-centro.

Carro envolvido em acidente com a frente destruída (Foto: Paulo Francis) Carro envolvido em acidente com a frente destruída (Foto: Paulo Francis)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions