ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, SEGUNDA  08    CAMPO GRANDE 21º

Lugares por Onde Ando

Campo-grandenses relatam passeio pelo Vale do Alcantilado

Por Paulo Nonato de Souza | 18/02/2021 08:12
O acesso pela estrada de terra com vista privilegiada para as montanhas do Vale do Alcantilado, na área rural de Rio Negro (Foto: Flávia Verruck)
O acesso pela estrada de terra com vista privilegiada para as montanhas do Vale do Alcantilado, na área rural de Rio Negro (Foto: Flávia Verruck)

Não é tão perto, é preciso encarar estrada de terra, mas o passeio vale muito a pena. A opinião unânime de quatro amigas campo-grandenses sobre as belezas naturais do Vale do Alcantilado, mais conhecido pelo nome de Estância Arco Íris, uma propriedade privada no município de Rio Negro, a 154 km de Campo Grande, soa como uma boa dica de destino de lazer em ambiente de natureza e atividades ao ar livre com deslocamento de carro.

Por conta da pandemia de Covid-19 e das recomendações para se evitar o contágio e a propagação do coronavírus, o turismo regional de natureza está em alta pela preferência cada vez maior por viagens de carro para destinos próximos, e o Vale do Alcantilado se encaixa no conceito de bate e volta. Foi o que fizeram Laríssima Miranda, Maria Julia Simonetti, Ludimila Amorim e Flávia Verruck de Souza.

Três das quatro amigas campo-grandenses Ludmila, Maria Júlia e Flávia em uma das paradas da trilha pela propriedade (Foto: Reprodução)
Três das quatro amigas campo-grandenses Ludmila, Maria Júlia e Flávia em uma das paradas da trilha pela propriedade (Foto: Reprodução)

“Chegando em Rio Negro são mais 15 km de estrada de terra até a Estância Arco Íris. Na ida a sensação é de que você não vai chegar nunca, mas as belezas naturais do lugar compensam”, garante a advogada tributarista Flávia Verruck de Souza.

A lista de atrativos inclui uma cachoeira de mais de 60 metros de altura, trilhas, piscina natural e sítios arqueológicos com cavernas de mais de 10 mil anos, batizadas de a Toca do Índio I e a Toca do Índio II.

No caso das quatro amigas de Campo Grande, a experiência rural teve caminhada por uma trilha de 3 km às margens do Rio do Peixe, de onde puderam apreciar a vista para o cânion, que são as montanhas com paredões de 100 metros de altura, tomar banho de cachoeira e até conhecer a criação de porcos e de ovelhas da propriedade.

“Tudo lá é encantador, a paisagem é muito bonita e encantadora”, disse a funcionária pública Maria Julia Simonetti. “A vista para os cânions é muito linda, uma experiência inesquecível e vale mesmo a pena. Fomos bem recebidas pelos queridos proprietários, o senhor Donald (o advogado Donald Inácio Pires) é muito atencioso com as pessoas. Eu super indico”, ressaltou a dentista Ludmila Amorim.

Larissa Miranda e Flávia, uma parada estratégia em uma piscina natural no Vale do Alcantilado (Foto: Ludmila Amorim)
Larissa Miranda e Flávia, uma parada estratégia em uma piscina natural no Vale do Alcantilado (Foto: Ludmila Amorim)
Vista do Vale do Alcantilado, cenário de esportes de aventura ao alcance de uma viagem de bate e volta (Foto: Reprodução)
Vista do Vale do Alcantilado, cenário de esportes de aventura ao alcance de uma viagem de bate e volta (Foto: Reprodução)
Caverna de 10 mil anos, um dos atrativos do Vale do Alcantilado (Foto: Trilha Extrema/Divulgação)
Caverna de 10 mil anos, um dos atrativos do Vale do Alcantilado (Foto: Trilha Extrema/Divulgação)

As três amigas fizeram a viagem no último domingo, 14. Chegaram em Rio Negro por volta de 10h30 da manhã e às 18h já estavam em Campo Grande. Se você também pretende encarar o bate volta em família, entre amigos ou solo, a Estância Arco Íris recebe os turistas em fins de semana com pacotes de day-use que incluem café da manhã, almoço e guia para os passeios. Informações sobre reservas pelo telefone +55 67 99893-1583 (WhatsApp).

 “O almoço é típico de fazenda, é simples, mas muito gostoso, com opção de salada, dois tipos de carne, arroz, feijão e macarrão”, afirmou Ludmila Amorim. “Tinha um frango de gosto e sabor iguais ao que a minha vó Alzira fazia, nunca imaginei que encontraria algo nem parecido. Comi tanto que tive medo de passar mal”, contou Flávia Verruck de Souza.

Se você é do tipo que curte esportes radicais na natureza, a Trilha Extrema, uma operadora sul-mato-grossense de turismo de aventura, está sempre organizando desafios de superação dos próprios limites na Estância Arco Íris, como a Travessia do Cânion do Alcantilado, programada para o dia 28 deste mês. Será uma boa oportunidade para viver a experiência de cruzar pelo rio o percurso de 8 km entre os paredões do cânion.

Conhecer a criação de ovelhas da propridade é uma boa opção para sentir a vida no campo (Foto: Flávia Verruck)
Conhecer a criação de ovelhas da propridade é uma boa opção para sentir a vida no campo (Foto: Flávia Verruck)


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário