A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Outubro de 2019


01/04/2019 10:17

Mesmo sem encantos de antes, Rio Verde ainda é boa dica de turismo rural

Nas décadas de 1970 e 1980, o município da região norte era o principal destino dos campo-grandenses nos feriadões

Paulo Nonato de Souza
Cachoeira Sete Quedas, uma das atrações do município de Rio Verde de Mato Grosso (Foto: Engmguerra/Marcos Guerra)Cachoeira Sete Quedas, uma das atrações do município de Rio Verde de Mato Grosso (Foto: Engmguerra/Marcos Guerra)

Vem aí o primeiro feriado pós Carnaval de 2019. E Rio Verde de Mato Grosso, distante 208 km de Campo Grande, é uma boa dica para aproveitar a folga da Semana Santa, que começa no Domingo de Ramos, 14 de abril, e termina no Domingo de Páscoa, 21.

Mas, calma! Não se trata de uma semana de papo pro ar. A Semana Santa é uma celebração católica da paixão, morte e ressurreição de Jesus Cristo, e apenas a Sexta-Feira da Paixão, dia 19 de abril, é considerado por lei feriado nacional.

Este ano, o Domingo de Páscoa coincide com o Dia de Tiradentes, um dos feriados históricos mais importantes do país, que reverencia Joaquim José da Silva Xavier, o mártir do movimento batizado como Inconfidência Mineira, morto por enforcamento no dia 21 de abril de 1792. Ou seja: feriadão mesmo virá em 2020 quando a data cívica cairá na segunda-feira.

Se você pretende aproveitar o feriado do próximo dia 19, uma sexta-feira que emenda o sábado e o domingo para recarregar as energias, Rio Verde de Mato Grosso é uma boa alternativa até pela proximidade com o Campo Grande. O município da região norte já foi o principal destino dos campo-grandenses em busca de mergulhos em rios e banhos de cachoeiras nos feriadões e no Carnaval nas décadas de 1970 e 1980.

Contemplação: Vista de uma bela chapada em propriedade rural no município de Rio Verde de Mato Grosso (Foto: Engmguerra/Marcos Guerra)Contemplação: Vista de uma bela chapada em propriedade rural no município de Rio Verde de Mato Grosso (Foto: Engmguerra/Marcos Guerra)
Estrada de acesso para a Colônia Paredes, caminho para o Morro do Padre (Foto: Engmguerra/Marcos Guerra)Estrada de acesso para a Colônia Paredes, caminho para o Morro do Padre (Foto: Engmguerra/Marcos Guerra)

O encanto não é mais o mesmo, o município nem tem mais Secretaria de Turismo, substituída por uma Assessoria de Turismo, o que sinaliza desinteresse do próprio poder público pelo turismo local, mas Rio Verde continua sendo um município rico em belezas naturais. Os cenários ainda são o turismo rural e o turismo de aventura, e as atrações são os passeios em ambiente natural, rapel, cavalgada e caminhadas por trilhas que incluem até sítio arqueológico.

Rio Verde ainda é uma referência importante em turismo rural e de aventura com suas cachoeiras e rios com destaque para a Cachoeira das Sete Quedas, Balneário Quedas d´Água e o Balneário Sete Quedas, o Morro do Padre, localizado em uma propriedade particular a 40 km em relação ao centro da cidade, a Fazenda Igrejinha, uma das visitas preferidas pelos turistas, por conta do sítio arqueológico com desenhos rupestres de até 6 mil anos, e a Colônia Paredes, um antigo assentamento rural formado na reforma agrária do ex-presidente Getúlio Vargas, no início da década de 1950.

COMO CHEGAR – Partindo de Campo Grande, o acesso a Rio Verde de Mato Grosso é pela rodovia BR-163, sentido Cuiabá. São 144 km até São Gabriel do Oeste e depois mais 67 km de estrada.

SERVIÇO – Assessoria Municipal de Turismo e Meio Ambiente – Assessora Vanusa Lopes da Silveira. Telefone (67) 3292 1540.

Impossível não parar para registrar a presença de emas nos campos de Rio Verde. Considerada a maior ave da fauna brasileira, as emas não voam, apesar das gigantescas asas (Foto: Engmguerra/Marcos Guerra)Impossível não parar para registrar a presença de emas nos campos de Rio Verde. Considerada a maior ave da fauna brasileira, as emas não voam, apesar das gigantescas asas (Foto: Engmguerra/Marcos Guerra)
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.