ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, SEGUNDA  23    CAMPO GRANDE 32º

Lugares por Onde Ando

Em tempo de pandemia, viajar é muito mais do que fazer a mala

Por Paulo Nonato de Souza | 21/11/2020 08:51
O novo normal nas viagens com uso de máscara, alcool em gel e todas as demais regras de biossegurança para evitar o coronavírus (Foto: Reprodução)
O novo normal nas viagens com uso de máscara, alcool em gel e todas as demais regras de biossegurança para evitar o coronavírus (Foto: Reprodução)

Falta pouco mais de um mês para o período de Natal e Ano Novo, época de viajar de férias ou apenas para passar os festejos, solo ou em família, uma tradição que este ano ganhou novos componentes relacionados à pandemia de coronavírus (Covid-19).

A preocupação com segurança que antes se resumia na revisão mecânica do carro ou em garantir que no retorno não tivesse a decepção de ver a casa arrobada por ladrões, agora é fundamental  avaliar as condições de biossegurança dos meios de transporte, hotéis, restaurantes e passeios.

Como a pandemia não passou, muito pelo contrário, continua sendo uma ameaça constante mundo a fora, e ainda não temos a certeza de uma vacina contra o coronavírus, o recomendável é viajar de carro para destinos próximos, de preferência para lugares de natureza e passeios ao ar livre sem aglomerações. Se você pretende viajar de avião, o ideal seria optar por deslocamentos de no máximo três horas de voo dentro do Brasil.

Incentivo não falta para que sua viagem seja dentro do Brasil, até porque os principais destinos internacionais na Europa e Estados Unidos estão fechados para os brasileiros. Assim, várias iniciativas estão surgindo nos últimos meses incentivando o turismo doméstico, como as campanhas “Viaje Pelo Brasil”, que reúne 20 associações de empresas privadas do setor, e “Viaje com responsabilidade e redescubra o Brasil”, do Governo Federal.

Estão na moda os chamados bate e volta, também conhecidos por escapadas, que são as viagens para cidades próximas, que viraram tendência porque há o entendimento de que as situações da pandemia podem ser semelhantes ao que já enfrenta na cidade onde mora.

Qualquer que seja a sua escolha ou o seu destino, só não esqueça que a lista do que pode ser sinônimo de viagem tranquila agora tem novos itens, nunca antes imaginados pela grande maioria dos viajantes brasileiros e estrangeiros: álcool em gel, máscaras, tapetes sanitizantes, distanciamento social e até exigência de exames, como o RT-PCR de Covid-19 (Reverse-Transcriptase Polymerase Chain Reaction), considerado o mais assertivo.

Se você tem viagem programada nesta virada de 2020 para 2021, muito além do que levar na mala, saiba que será preciso adotar um novo estilo de viajem. Os viajantes precisam seguir os protocolos, tal qual as empresas de turismo com práticas de higiene e oferta de antissépticos em todas as áreas comuns dos estabelecimentos.

Seja um cumpridor dos protocolos, escolha destinos que tenham selos de biossegurança e não economize atenção ao cumprimento das normas. Um dos selos mais populares é o “Turismo Responsável – Limpo e Seguro”, lançado no início de junho pelo Ministério do Turismo com regras específicas para servir de referência na hora de fechar a viagem.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário