ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, QUARTA  08    CAMPO GRANDE 20º

Lugares por Onde Ando

O mundo voltando ao normal, hora de decidir seu destino

Por Paulo Nonato de Souza | 26/10/2021 08:12
Copenhague, capital da Dinamarca, está no topo da lista das cinco cidades mais seguras e mais bem preparadas para receber os turistas nesta virada de ano (Foto: Reprodução)
Copenhague, capital da Dinamarca, está no topo da lista das cinco cidades mais seguras e mais bem preparadas para receber os turistas nesta virada de ano (Foto: Reprodução)

O mundo está voltando ao normal e o final de 2021 será bem diferente do que foi a virada de ano em 2020. Por questão de segurança na prevenção ao coronavírus, as autoridades de saúde ainda recomendam a opção pelo turismo doméstico, mas como o Brasil já tem 115 milhões de pessoas totalmente vacinadas, 54% da população, muitos países estão revendo suas políticas de restrições contra turistas brasileiros e isso deve resultar em uma debandada para o exterior nestas férias de verão. Por exemplo, a Embaixada dos Estados Unidos está com a agenda lotada de pedidos de visto.

Se você está entre os brasileiros que planejam viajar para o exterior nesta virada de ano e busca se proteger contra a Covid-19, o ideal é viajar para destinos internacionais que apresentaram boas respostas à pandemia e se preparam para emergências sanitárias. De acordo com o Índice de Cidades Seguras 2021, da Economist Intelligence Unit, divisão de pesquisa e análise do Economist Group, da Inglaterra,  as cidades de Copenhague, Toronto, Cingapura, Sydney e Tóquio encabeçam a lista dos lugares com os níveis mais altos de segurança para os turistas.

O Índice de Cidades Seguras 2021 envolveu 60 cidades pelo mundo com base em 76 indicadores de segurança pública. É a primeira vez que Copenhague, capital da Dinamarca, aparece no topo do ranking, mas os primeiros lugares de forma geral, mantiveram-se os mesmos das quatro edições do índice. Veja abaixo as considerações do levantamento sobre as cinco cidades consideradas mais seguras do mundo:

Copenhague (Dinamarca) - Apresenta baixa taxa de criminalidade. Em depoimento após a divulgação do relatório, o prefeito de Copenhague, Lars Weiss, declarou que a cidade trabalha no sentido de que todos devem se sentir seguros, sejam crianças ou idosos, qualquer pessoa. Outro destaque da cidade é a baixa taxa de desigualdade social.

Na Dinamarca, os filhos de um alto executivo de uma empresa estudam na mesma escola que os filhos de um trabalhador de limpeza. Em resposta a pandemia, a cidade agiu rápido para combater a propagação da Covid-19, com testagem em massa de forma gratuita.

Toronto (Canadá) - De acordo com o levantamento, o respeito a diversidade e um forte sistema de educação pública fazem Toronto ser considerada a segunda cidade mais segura do mundo. Durante a pandemia, as pessoas podiam ser vacinadas em casa e a cidade contou com uma grande campanha de imunização.

Singapura - Tem um dos maiores índices de vacinação contra a Covid-19 com duas doses de todo o mundo. Ficou no topo do ranking da agência Bloomberg de resiliência durante a pandemia. Desde que o coronavírus assolou o planeta, a cidade-estado de 5 milhões de habitantes só registrou 315 mortes pela doença.

Sydney (Austrália) - É uma das maiores cidades australianas e uma das mais seguras do mundo. A Austrália foi um dos primeiros países a fechar as fronteiras durante a pandemia e estabelecer confinamento. Como consequência, conseguiu manter níveis baixíssimos de contaminação. Com 70% da população completamente vacinada, Sydney trabalha na reabertura gradual do turismo.

Tóquio (Japão) – Mesmo tendo recebido as Olimpíadas 2020, que reuniu delegações de diversas partes do planeta, a cidade se mantém entre os destinos mais seguros na prevenção contra a Covid-19, por conta da sua excelência em saúde e infraestrutura pública. Como resposta a pandemia, as autoridades não optaram pelo confinamento,  apenas recomendaram para que a população ficasse em casa.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário