ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, QUINTA  13    CAMPO GRANDE 31º

Lugares por Onde Ando

Passeios imperdíveis em Bonito, Jardim e Bodoquena

Paulo Nonato de Souza | 28/04/2023 08:18
Flutuação no Rio Sucuri, distante 19 km do centro de Bonito, é um dos passeios imperdíveis para realizar no feriadão do Dia do Trabalho – Foto: Divulgação
Flutuação no Rio Sucuri, distante 19 km do centro de Bonito, é um dos passeios imperdíveis para realizar no feriadão do Dia do Trabalho – Foto: Divulgação

O feriadão do Dia do Trabalho está chegando. A data comemorativa em homenagem aos trabalhadores é feriado internacional e será celebrada na próxima segunda-feira, 1.º de maio, ou seja, a folga prolongada de pelo menos três dias já começa neste sábado. Se você ainda não tem nada programado, listamos três municípios sul-mato-grossenses para uma viagem no estilo bate e volta a partir de Campo Grande para visitar e curtir, mesmo que não seja a sua primeira vez: Bonito, Jardim e Bodoquena.

São dicas de sete passeios visitados pelo especialista em programas de fidelidade do site Melhores Destinos, Leonardo Cassol. Ele passou oito dias na região agora em abril. Vale lembrar que os atrativos em Bonito têm preços tabelados e precisam ser contratados via agências credenciadas com antecedência. Os atrativos turísticos mais procurados costumam lotar nos períodos de maior demanda, que é o caso dos feriados prolongados, e não há venda nos locais das atividades.

Os passeios são feitos em grupos pequenos que permitem aproveitar ao máximo os destinos. Além disso, os valores incluem o aluguel de todos os equipamentos essenciais, ações de preservação ambiental e sustentabilidade e, em alguns casos, um delicioso almoço no local. Veja abaixo a lista do especialista em viagens, Leonardo Cassol, e faça a sua escolha:

1. Flutuação no Rio Sucuri – Localizado na Fazenda São Geraldo, distante 19 km do centro de Bonito, o passeio é realizado no rio mais transparente do Brasil e o terceiro mais cristalino do mundo. Seu tamanho, temperatura, visibilidade e demais características o tornam perfeito para a atividade de flutuação e contemplação da natureza exuberante do local, incluindo os peixes e as plantas subaquáticas.

O passeio é bem tranquilo, seguro e imperdível para pessoas de 4 a 80 anos, mesmo para quem não sabe nadar, já que a atividade é obrigatoriamente feita com roupas especiais de neoprene, colete salva-vidas e calçados flutuantes, além de máscaras de snorkel. Há um rápido treinamento para quem nunca fez flutuação, mas não tem segredo. A leve correnteza do rio conduz cuidadosamente os turistas pelo percurso de cerca de 1.800 metros e tudo o que você precisa fazer é relaxar e curtir o visual dentro e fora da água.

Os grupos são pequenos e acompanhados por guia e um barco de apoio, disponível para quem cansar ou preferir acompanhar a flutuação sem se molhar. É tudo muito organizado e com uma infraestrutura de apoio excelente. Há aluguel de câmeras GoPro para quem quiser fazer imagens dentro da água sem arriscar o celular. Olha só as fotos que eu tirei no Rio Sucuri!

Existem duas opções desse passeio: o Rio Sucuri e o Barra do Rio Sucuri. No primeiro você vai visitar a nascente do rio e depois fazer a flutuação. A vantagem é que há fotógrafos em pontos estratégicos para registrar os momentos na água e fora dela, cujo valor por família sai a R$ 90. O segundo passeio não tem serviço de fotografia. Você vai subir o rio no barco num trajeto de 20 minutos e depois descer fazendo a flutuação. O percurso é quase o mesmo.

TARIFAS NO RIO SUCURI: Adultos: R$ 319 (alta temporada) ou R$ 259 (baixa temporada), Crianças 6 a 12 anos: R$ 319 (alta temporada) ou R$ 237 (baixa temporada), Crianças 4 a 5 anos: R$ 60 (alta temporada) ou R$ 24 (baixa temporada). TARIFAS BARRA RO RIO SUCURI: Adultos: R$ 289 (alta temporada) ou R$ 239 (baixa temporada), Crianças 6 a 12 anos: R$ 289 (alta temporada) ou R$ 239 (baixa temporada), Crianças 4 a 5 anos: R$ 34 (alta temporada) ou R$ 29 (baixa temporada).

2. Lagoa Misteriosa (Jardim) -  A flutuação ou mergulho com cilindro na Lagoa Misteriosa é uma das atrações imperdíveis em Jardim, distante 237 km de Campo Grande e a 69 km de Bonito. É uma das mais profundas cavernas inundadas do Brasil, atingindo até 220 metros de profundidade. É coberta por vegetação arbórea e circundada pela mata.

A lagoa tem águas cristalinas e visibilidade superior a 40 metros, oferecendo um visual impressionante de cair o queixo! Você vai fazer fotos incríveis como essas mesmo sem saber nadar ou sem nunca ter mergulhado na vida. Além de curtir o visual, dá para fazer fotos e vídeos incríveis.

O passeio funciona somente no período entre abril e setembro, por conta de um fenômeno natural formado por microalgas que todos os anos invade as águas do atrativo. Sempre a partir do mês de outubro o azul cristalino de suas águas dá lugar ao verde escuro e sem visibilidade. A temporada 2023 na Lagoa Misteriosa começou no feriadão de Tiradentes. TARIFAS: Adultos e crianças de 6 a 11 anos: R$ 230 (alta temporada) e R$ 210 (baixa temporada).

3. Cachoeira Boca da Onça - O passeio é no município de Bodoquena e leva o nome da maior cachoeira do estado de Mato Grosso do Sul, com 156 metros de altura. Mas vai muito além disso. Ao todo são 8 cachoeiras, cinco delas onde você pode se banhar, como o Buraco do Macaco e o Poço da Lontra, além da possibilidade de fazer rapel (pago à parte) e de tirar fotos incríveis.

Chegar até o local do passeio exige algum preparo físico dos seus visitantes. São 980 degraus para subir ou descer, que podem inviabilizar a visita de quem tem dificuldade de locomoção, problemas no joelho ou na coluna. Mas não é preciso ser nenhum atleta para encarar a trilha. TARIFAS: Adultos: R$ 595 (alta temporada) ou R$ 496 (baixa temporada), Crianças 7 a 11 anos: R$ 297 (alta temporada) ou R$ 248 (baixa temporada), Crianças até 6 anos: grátis.

4. Nascente Azul – O Balneário Nascente Azul fica no Km 22 da rodovia que liga Bonito a Bodoquena. O passeio de flutuação começa por uma trilha leve que passa por uma cachoeira de tufas calcárias que deságua em forma de véu. Ao final da flutuação, você fica livre para curtir o balneário que conta com mirantes, paisagens lindas e, ainda, piscinas naturais para adultos e crianças, tirolesa e um museu subaquático. Sem dúvida, um passeio imperdível. TARIFAS: Adultos: R$ 335 (alta temporada) ou R$ 255 (baixa temporada), Crianças 7 a 11 anos: R$ 310 (alta temporada) ou R$ 230 (baixa temporada), Crianças de 4 a 6 anos: grátis.

5. Rio do Peixe – Localizado na rodovia entre Bonito e Bodoquena, com acesso pela MS-178, a dica é para quem curte trilhas, cachoeiras e banho em águas limpas e cristalinas. São 4 horas e meia de trilhas e mergulhos em 8 cachoeiras, além de duas tirolesas e trampolins para saltos na água. Dá para curtir de verdade e sem pressa cada local, já que o grupo é pequeno e os próprios visitantes podem escolher onde querem gastar mais tempo.

Além disso, ao longo da trilha e das paradas, você poderá encontrar macacos, antas, tucanos, araras, entre outros animais silvestres. É muito legal! Nós encontramos um grupo de macacos e um tucano durante a visita. TARIFAS: Adultos: R$ 334 (alta temporada) ou R$ 298 (baixa temporada), Crianças 6 a 11 anos: R$ 282 (alta temporada) ou R$ 247 (baixa temporada), Crianças até 6 anos: grátis.

6. Flutuação no Aquário Natural – Em Bonito, o Aquário Natural é uma flutuação que acontece no Rio Baía Bonita. O passeio tem quatro virtudes que o colocam nessa lista: é a flutuação com a maior quantidade de peixes da região, porque ela começa num nascedouro.

A água é quase tão transparente quanto o Rio Sucuri (você dificilmente vai notar diferença) e o acesso é super fácil, tanto para chegar no local, pertinho do centro, quanto para caminhar até o rio.  O passeio que dura menos de uma hora no total. É uma dica para quem tem algum receio de flutuações ou não se sente muito à vontade na água. TARIFAS: Adultos: R$ 320 (alta temporada) ou R$ 255 (baixa temporada), Crianças 8 a 12 anos: R$ 198 (alta temporada) ou R$ 169 (baixa temporada), Crianças de 5 a 7 anos: paga apenas a taxa do guia.

7. Flutuação no Rio da Prata – Em Jardim, o passeio no Rio da Prata começa com uma caminhada em meio à mata, com paradas para observar diferentes espécies de árvores. A flutuação é mais longa que as demais, tendo 1h40 de duração na água. Ela inicia com um treino na nascente Olho D’água, com muitos peixes e uma visibilidade que pode chegar a 40 metros. É o rio com a maior variedade de peixes na região, o que torna a flutuação uma das mais procuradas de Bonito.

Na segunda parte da flutuação, já no Rio da Prata, a água fica um pouco mais turva e também mais fria. Já não se vê tantos peixes como no começo, mas ainda assim é uma experiência agradável. Quem não tiver acostumado pode se sentir cansado por ficar tanto tempo dentro da água, flutuando, mas há deques ao longo do rio onde é possível interromper a flutuação caso não se sinta bem. Vale destacar que essa atividade também é feita com grupos pequenos, de no máximo 10 pessoas, o que garante uma experiência única. TARIFAS: Adultos e crianças de 6 a 11 anos: R$ 440 (alta temporada) ou R$ 330 (baixa)

Nos siga no Google Notícias