ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 10º

Lugares por Onde Ando

Turismo cívico, hora de conhecer a história e os símbolos nacionais

Por Paulo Nonato de Souza | 16/03/2021 07:59
Monumento aos heróis da Retirada da Laguna e Dourados na praça General Tibúrcio, localizada na praia Vermelha, Zona Sul do Rio de Janeiro (Foto: Reprodução)
Monumento aos heróis da Retirada da Laguna e Dourados na praça General Tibúrcio, localizada na praia Vermelha, Zona Sul do Rio de Janeiro (Foto: Reprodução)

Afetado duramente pela pandemia de Covid-19, o turismo passa por uma reviravolta com o chamado novo normal e o surgimento de novas modalidades de viagens. Nesta segunda-feira, 15, o Ministério do Turismo anunciou um pacote de medidas para estimular o turismo cívico no país com elementos representativos da identidade nacional e sobre a história e cultura do Brasil.

A iniciativa faz parte da campanha de retomada do turismo, “Viaje com responsabilidade e redescubra o Brasil”, lançada em novembro de 2020 com a proposta de acelerar a recuperação do setor e reduzir o impacto socioeconômico da pandemia por conta da paralisação das atividades.

Chegou a vez do turismo cívico, uma das ações de recuperação do turismo que visam resultados efetivos para o setor até 31 de julho de 2021. A ideia da modalidade é estimular os brasileiros ao conhecimento sobre a história do Brasil com pacotes para visitar locais de importância histórica, monumentos e objetos históricos que ajudarão os brasileiros a compreender melhor os fatos e os personagens mais marcantes do passado e do presente do Brasil.

Em Mato Grosso do Sul, por exemplo, a Guerra do Paraguai (1864-1870) deixou um legado expressivo da história do Brasil, que pode atrair a atenção dos brasileiros com o turismo cívico. Há muitos símbolos e fatos históricos que podem ser contados aos turistas, e um dos mais importantes é a Retirada da Laguna, como ficou conhecida a batalha para expulsar as tropas paraguaias, ocorrida em Nioaque, Miranda, Jardim e Anastácio entre 1865 e 1867.

Na praça General Tibúrcio, localizada na praia Vermelha, bairro da Urca,  Zona Sul do Rio de Janeiro, há um monumento aos heróis da Retirada da Laguna e Dourados com 15 metros de altura. É um dos conjuntos esculturais mais imponentes da cidade em homenagem aos soldados que morreram nas batalhas ocorridas em Mato Grosso do Sul pela defesa do território brasileiro.

“Vamos estimular o turismo cívico a partir da valorização dos símbolos nacionais e personalidades de áreas como artes, esporte, cultura e ciências que tiveram destaque na construção da identidade brasileira”, diz nota divulgada no site oficial do Ministério do Turismo.

De acordo com o MinTur, a Universidade Federal de Juiz de Fora (MG) fará pesquisas e formará um acervo digital para ser exposto ao público em centros de visitação por todo o país como mais um atrativo turístico.

“A ideia é que o público possa conferir o acervo em formatos como réplicas 3D, projeções, QR Code, telas sensíveis ao toque, simuladores e audiodescrição. O acervo será concedido a investidores privados para exposição em pelo menos uma unidade em cada macrorregião brasileira, inicialmente”, diz a nota do MinTur.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário