ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, QUINTA  17    CAMPO GRANDE 20º

Lugares por Onde Ando

Turismo nacional cresce com restrições a brasileiros no exterior

Por Paulo Nonato de Souza | 06/05/2021 07:45
Rios de águas cristalinas em Bonito, Mato Grosso do Sul, um dos destinos turísticos mais procurados pelos brasileiros (Foto: Reprodução)
Rios de águas cristalinas em Bonito, Mato Grosso do Sul, um dos destinos turísticos mais procurados pelos brasileiros (Foto: Reprodução)

A menos que você tenha algum motivo essencial, viajar para o exterior apenas para fazer turismo não é tão essencial. É nisso que aposta o turismo nacional diante das restrições de viagens de brasileiros para outros países por conta da pandemia de coronavírus. A proposta é aproveitar o momento para crescer e ganhar espaço no mercado.

“Viajar pelo Brasil se tornou uma alternativa em tempos de pandemia. As viagens dentro dos estados, mais curtas e mais seguras, tomaram lugar das viagens mais longas, inclusive internacionais”, avaliou o CEO da Rede Samba Hotéis, Guilherme Castro. Segundo ele, as restrições em destinos como Europa e Estados Unidos estão aquecendo o mercado do turismo nacional, e com o avanço da vacinação no país, a tendência é que o setor conquiste ainda mais espaço na preferência dos brasileiros.

O Ministério do Turismo reforça essa perspectiva otimista dos empresários. Em nota, diz que o anúncio de novos empreendimentos turísticos a serem inaugurados no Brasil nos próximos anos mostra confiança na retomada do turismo interno. “Diversos desses atrativos já saíram do papel e outros estão em fase de construção, empregando milhares de trabalhadores e dando esperança a quem depende do setor para viver”, afirma o MinTur.

De acordo com o Ministério do Turismo, a cidade de Gramado (RS), famosa pela diversidade turística com atrações como Snowland e Mini Mundo, vai contar com mais uma opção de lazer para os visitantes. A Vila da Mônica, novo parque de diversões, deve ser inaugurado em 2022 após um investimento de cerca de R$ 40 milhões. O espaço ocupará uma área de quase 11 mil metros quadrados e terá mais de 30 atrações.

No setor hoteleiro, 147 hotéis urbanos, distribuídos por 97 cidades brasileiras, serão implementados até 2025, totalizando um investimento de R$ 6,1 bilhões, índice semelhante ao registrado antes da pandemia. Ainda sobre hotéis, o MinTur diz que a rede internacional de hotéis Hard Rock, comandada pelo Grupo VCI, com mais de 190 empreendimentos em 59 países, incluiu o Brasil em seu portfólio com o anúncio de oito novos hotéis no país até 2028.

Outro exemplo de aposta na tendência de alta do turismo nacional, segundo o Ministério do Turismo, é o projeto de reestruturação do Complexo Esportivo de Brasília, já em andamento, que promete diversificar a oferta de lazer e turismo local. A Arena BSB, atual gestora do espaço, vai investir cerca de R$ 700 milhões para a construção de cinema, bares, casas noturnas, restaurantes, academias, quadras esportivas, clínicas, escritórios e lojas. Estima-se a geração de 5 mil empregos diretos e indiretos no empreendimento, que deve ser entregue à população em 2023.

Em Alagoas, a cidade de Barra de Santo Antônio, ganhará o resort Vila Galé, localizado na praia de Carro Quebrado. A inauguração está prevista para 2022 com investimento de cerca de R$ 150 milhões. O hotel terá 513 quartos, seis restaurantes, cinco bares, boate, spa, oito salas de reunião, um parque aquático infantil, e deve gerar em torno de 500 empregos diretos.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário