A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 25 de Maio de 2017

09/01/2012 12:30

A Lei de Gerson

Gerson Luiz Martins*

Não! Não se trata de uma reflexão sobre qualquer teoria ou conceito particular. Quem não lembra dessa máxima, desse conceito, desse axioma? Há muitos anos, em 1976, um fabricante de cigarros usou o jogador da seleção brasileira tri-campeã em 1970, na Copa do México, Gerson para um comercial em que se evidenciava a vantagem em fumar aquela marca e, como sempre se fez nas propagandas de cigarro, quem fumava aquela marca teria vantagem em tudo, seria a pessoa que teria mais vantagem.

Essa propaganda veiculada pela televisão nos anos 70 e início de 80, entrou para a história da propaganda brasileira e marcou um slogan: “aquele que gosta de levar vantagem”. Como o comercial de TV tinha como garoto-propaganda o jogador Gerson de Oliveira Nunes, levar vantagem em tudo e sempre, se transformou na Lei de Gerson! Segundo a Lei, o mundo é, definitivamente, dos espertos. Bobeou, dançou! Esse axioma ainda está embutido no inconsciente coletivo do brasileiro. Sempre que pode o brasileiro não hesita para usar a Lei de Gerson, levar vantagem.

Num mundo globalizado, numa estrutura social muito diferente da década de 70 e em sociedades e cidades onde a harmonia, o bem comum é imprescindível para coibir o uso dessa mesma lei pelos políticos profissionais, a Lei de Gerson não tem mais sentido, não cabe mais. E isso é tão verdadeiro que sempre aquele que quer “levar vantagem em tudo”, sofre a pressão social e seu respeito ético e social vai para o esgoto. Mas ainda há muitos adeptos da lei.

Para citar alguns exemplos, tantas vezes mencionados em inúmeros artigos publicados desde a criação desse axioma, o caso do trânsito tumultuado e congestionado na frente das escolas no período inicial de aulas. É um motorista ou uma motorista que procura levar vantagem no trânsito, o que provoca o caos na frente das escolas. Todos aqueles que levam os filhos para a escola deveriam estar conscientes que é um momento de paciência e que não adianta ter pressa. Se tem compromissos, saia mais cedo de casa! Numa cidade em que o caos urbano impera, não há fiscalização e o poder público está se lixando para a população, só lembra dela em período eleitoral, se pode observar veículos estacionados sobre as calçadas, calçadas que impedem o trânsito de portadores de deficiência, muitas pessoas que furam filas sejam em locais de serviço público, de lazer ou mesmo no supermercado ou outra situação. A regra é “levar vantagem”!

Mas os exemplos mais contumazes da lei de Gerson estão no trânsito. A transgressão vira regra, como a ultrapassagem pela direita e as constantes “costuras” que colocam em risco a vida de todos, inclusive daquele que comete essas imprudências. No dia-a-dia se pode verificar inúmeras caminhonetes, grandes, altas, pneus enormes que costuram o transito e só pensam em levar vantagem sobre os carros menores. É a lei da selva, a vantagem do mais forte sobre os mais fracos. Outro exemplo se apresenta em restaurantes e locais públicos fechados onde é proibido fumar. Como o pensamento é levar vantagem, ninguém se importa em acender e tragar o cigarro. E isso tudo é resultado da educação, ou melhor, da falta de educação.

É na política onde a Lei de Gerson predomina. No período eleitoral, os candidatos se transformam em verdadeiros cordeirinhos e chegam a beijar as mãos dos eleitores. Depois de eleitos se transformam em lobos e são vorazes sobre o patrimônio público. E onde essa voracidade aparece de forma muito ostensiva? Nas colunas dos jornais. É nas colunas sociais dos jornais que a elite – se se pode denominar assim – política demonstra a tendência em levar vantagem em tudo. Promovem grandes e luxuosas festas para que os colunistas, muito bem pagos para isso, publiquem suas fotos – e fica nisso, apenas fotos – que mostram para a população, para aqueles pobres que os elegeram que são poderosos, que são superiores, que levam vantagem em todos os aspectos.

A lei de Gerson está muito associada a corrupção. O que é a corrupção senão o ato de levar vantagem. E a cada dia, felizmente, a imprensa divulga atos de corrupção cada vez mais ignóbil, ou seja, de uma baixeza repugnante. A corrupção existe no país há muitos anos e, infelizmente, o brasileiro aprendeu a conviver com ela. No entanto, os fatos mais recentes de corrupção atingem o cidadão onde lhe é mais caro, nos serviços de saúde. Também infelizmente, muito atos de corrupção, quando a mídia deixa de divulgar, são esquecidos. Há muitos casos para enumerar, basta lembrar da Operação Uragano e em todos os envolvidos.

Do lado do jogador Gerson de Oliveira Nunes, até hoje é injustamente penitenciado por ter estrelado uma campanha publicitária que, involuntariamente ou não, captou uma essência básica do imaginário coletivo nacional. Fica aqui a lição, até mesmo para Gisele Bündchen e a publicidade de uma empresa de TV a Cabo, ou seja, nem sempre vale a pena aceitar todas as propostas comerciais que se recebe.

(*) Gerson Luiz Martins é jornalista e professor da UFMS

O futuro da educação começa agora
Você, com certeza, já se pegou perguntando, em tom de curiosidade, para onde as mudanças desse mundo vão nos levar e qual será o destino das próximas...
Capitalismo de compadrio e corrupção sistêmica
Reza o bom senso que o Estado não deve tratar empresas nem bondosa nem cruelmente demais. Naquilo que tem de bom, a sabedoria proverbial vislumbra os...
Universidades inovadoras também devem inovar a si mesmas
A universidade pública demanda por uma revisão de valores com o objetivo de atender aos novos desafios relacionados ao seu papel. A estrutura lenta, ...
Arroz e trigo: relações de valores agrícolas e industriais
Aumentar a oferta de dois alimentos básicos da população brasileira – arroz e trigo – de forma economicamente sustentável é um sério desafio. Os dois...



Parabéns pela matéria Gerson Luiz Martins, infelizmente uma minoria de brasileiros, levam esta lei maldita no pé da letra.
 
Gilberto Pereira em 09/01/2012 12:57:40
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions