A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 19 de Junho de 2018

20/09/2013 13:53

Brasil e EUA: riqueza, miséria e violência, tudo junto e misturado

Por Luiz Flávio Gomes (*)

Dos doze países com melhor IDH do mundo (países mais civilizados em termos de educação, bem-estar etc.: Noruega, Austrália, EUA, Holanda, Alemanha, Nova Zelândia, Irlanda, Suécia, Suíça, Japão, Canadá e Coréia do Sul), o grandioso, pujante e extraordinário Estados Unidos são o país mais violento (4,8 homicídios para cada 100 mil habitantes; contra menos de um em relação aos demais países citados).

Coincidentemente, ou não, é o que conta com a maior pobreza dentre eles (números de 2012 apontam 46,5 milhões de americanos pobres; isso significa 15% do total). São considerados abaixo da linha de pobreza famílias de quatro membros que vivem com renda anual inferior a US$ 23.492 (Estadão 18/9/13, p. B9).

Não existe relação direta entre miséria e violência, mas é absolutamente certo que todos os países mais ricos, mais educados e mais iguais (mais iguais!) possuem baixíssimo índice de homicídios. Relação direta não existe, mas algum tipo de relação parece inegável.

A posição do Brasil no IDH é a 85ª e somos o 18º país mais violento do mundo (27,1 mortes para cada 100 habitantes). Economia forte (7ª do mundo), IDH horroroso e violência explosiva. No que deveríamos estar prestando atenção: na desigualdade. Ela parece ser o centro dos desequilíbrios. Apesar dela, continuamos otimistas: “Ama com fé e orgulho a terra em que nasceste. Criança! Jamais verás país nenhum como este” (Olavo Bilac). Será que Olavo Bilac escreveria isso hoje? Se você concluir que não, que pena!

(*) Luiz Flávio Gomes, jurista e coeditor do portal atualidades do direito.com.br. Estou no facebook.com/blogdolfg

 

 

Condução coercitiva e os aspectos jurídicos
Em que pese tratar-se de temática absorta pela legislação processual penal desde a década de 40 (especificamente 1942, quando da entrada em vigor do ...
A carne mais barata do mercado é a carne negra
Os números apresentados pelo Atlas da Violência de 2018 mostram a agudização nas tendências do perfil de assassinatos cometidos no Brasil: a vítima é...
O impacto da arte
Campo Grande foi agraciada neste fim de semana com um espetáculo de dança-teatro que, certamente, é digno de ser apresentado nas maiores cidades do m...
Promessas inviáveis
Nos próximos seis meses, assistiremos a três eventos: bons jogos de futebol, repetitivas eleições e promessas inviáveis. Os primeiros, em função da C...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions