ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, DOMINGO  14    CAMPO GRANDE 10º

Artigos

Educação afirmativa: nosso cérebro não está programado para entender o negativo

Por Cristiane Lang (*) | 18/06/2024 13:30

A maneira como processamos informações e aprendemos tem sido um campo de estudo fascinante, com implicações profundas para a educação. Uma das descobertas mais intrigantes é a tendência do nosso cérebro de lidar melhor com informações afirmativas do que com informações negativas.

Essa percepção tem levado ao desenvolvimento de métodos de educação afirmativa, que buscam otimizar o processo de aprendizagem ao focar em declarações e instruções positivas. Este artigo explora os fundamentos neurológicos dessa tendência e discute como a educação afirmativa pode ser implementada para melhorar a eficácia do ensino.

 A Neurociência do Positivo e Negativo

Estudos em neurociência cognitiva revelam que nosso cérebro processa informações positivas e negativas de maneiras distintas. Informações afirmativas são geralmente mais fáceis de compreender e lembrar. Isso ocorre porque o processamento de negações requer uma etapa adicional de interpretação, o que pode aumentar a carga cognitiva e reduzir a clareza da mensagem.

Quando ouvimos uma frase negativa, como "não esqueça seu caderno", o cérebro primeiro processa o conceito de "esquecer" antes de aplicar a negação, o que pode resultar em confusão ou até mesmo no reforço do comportamento contrário. Em contraste, uma instrução afirmativa, como "lembre-se de levar seu caderno", é direta e facilmente compreendida, facilitando a retenção e a execução da ação desejada.

Educação Afirmativa na Prática

A aplicação de métodos afirmativos na educação envolve a reformulação de instruções, feedback e conteúdo de ensino para evitar negações e promover afirmações positivas. Veja algumas estratégias práticas:

1. Reformulação de Instruções: Em vez de dizer "não corra no corredor", professores podem dizer "ande no corredor". Esta reformulação não só elimina a negação, mas também oferece uma instrução clara e específica sobre o comportamento desejado.

2.Feedback Positivo: O feedback construtivo é mais eficaz quando é formulado de maneira positiva. Em vez de dizer "não faça isso errado", é melhor dizer "tente desta forma". Esta abordagem não só evita a negação, mas também encoraja uma mentalidade de crescimento, onde os erros são vistos como oportunidades de aprendizado.

3.Conteúdo Positivo: O material de ensino pode ser projetado para destacar aspectos positivos e encorajadores. Por exemplo, ao ensinar sobre segurança na internet, em vez de focar nos perigos (não compartilhe suas informações pessoais), os educadores podem enfatizar comportamentos seguros (compartilhe informações pessoais apenas com pessoas de confiança).

Benefícios da Educação Afirmativa:

Melhora da Compreensão:

O uso de afirmações facilita a compreensão, pois elimina a necessidade de processamento adicional da negação. Isso é particularmente benéfico para alunos mais jovens ou para aqueles com dificuldades de aprendizagem.

Redução da Ansiedade:

A educação afirmativa pode reduzir a ansiedade, pois as instruções são claras e positivas, evitando a sensação de repressão ou crítica implícita que muitas vezes acompanha as negações.

Promoção de um Ambiente Positivo:

Um ambiente de aprendizagem que enfatiza o positivo pode ser mais motivador e inspirador para os alunos. Isso pode levar a um aumento do engajamento e da disposição para aprender. A educação afirmativa pode reduzir a ansiedade, pois as instruções são claras e positivas, evitando a sensação de repressão ou crítica implícita que muitas vezes acompanha as negações.

Desafios e Considerações

Embora a educação afirmativa tenha muitos benefícios, é importante reconhecer que nem todas as situações podem ser abordadas apenas com afirmações. Algumas regras e instruções necessitam de advertências claras sobre comportamentos a serem evitados. No entanto, mesmo nesses casos, é possível combinar a abordagem afirmativa com instruções claras para minimizar a ambiguidade.

A educação afirmativa, fundamentada na maneira como nosso cérebro processa informações, oferece uma abordagem eficaz para melhorar a aprendizagem e o ensino. Ao focar em declarações e feedbacks positivos, podemos criar um ambiente educativo mais compreensível, motivador e menos estressante para os alunos. A implementação dessas estratégias, embora simples, pode ter um impacto profundo e duradouro na educação.

(*) Cristiane Lang é psicologa clínica.

Os artigos publicados com assinatura não traduzem a opinião do portal. A publicação tem como propósito estimular o debate e provocar a reflexão sobre os problemas brasileiros.

Nos siga no Google Notícias