A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 26 de Setembro de 2017

12/02/2012 16:00

O "Desenvolvimento Social" no Governo Dilma: a volta da Censura e da Ditadura

Silvio Profirio da Silva (*)

Enquanto nossos Deputados, Ministros e, sobretudo, Dilma terão reajuste de até 149 % [conforme informações mencionadas pelo Jornal O Globo], a população mendiga para receber R$ 70,00 da bolsa família [em alguns casos, sendo maltratada por funcionários municipais e, acima de tudo, tendo que enfrentar filas enormes com mais de 500 pessoas. Em Recife, por exemplo, as pessoas, para garantir um atendimento, têm que chegar por volta das 4 h. da madrugada na Empresa de Urbanização do Recife - URB]. Enquanto isso, também, Bombeiros e Policiais, os verdadeiros heróis da nação brasileira que saem todos os dias para as ruas, arriscando suas vidas para defender a população, estão recebendo como recompensa por esse serviço de tamanha magnitude a PRISÃO DE SEGURANÇA MÁXIMA.

O Brasil é, tradicionalmente, marcado pela disseminação do discurso da “Defesa da Liberdade de Expressão”. Contudo, as noticias mais recentes acerca das reivindicações dos Bombeiros / Policiais da Bahia e do Rio de Janeiro, põem em xeque esse pseudo discurso. Direitos que são assegurados pela Constituição estão sendo erradicados por aqueles que detém o poder no nosso “Regime Democrático”. Os atos de promover reuniões e, sobretudo de argumentar acerca das atuais condições degradantes que revestem essas profissões foram extintos, por intermédio de Ameaças de Prisão e Decretação de Prisões. Esses são apenas alguns dos atos revoltantes que aconteceram nas duas últimas semanas em nosso país “livre”.

À luz da justificativa de tentar conter atos de vandalismos, “Governadores, Coronéis Comandantes” lançam mão do seu poder e decretam a prisão dos verdadeiros heróis nacionais. Enquanto isso, os verdadeiros bandidos estão à solta, caçando, atacando e matando suas vítimas impiedosamente [a sociedade civil]. Estes sim, deveriam estar em BANGU I. Ou até mesmo nossos “dignos políticos” que cometem atividades ilícitas com o propósito de acumular progressos monetários. Estes devem ser alçados à condição criminosos, sendo levados para Prisões de Segurança Máxima. Quantos ministros do Governo Dilma já foram afastados por suspeitas de corrupção? Ou até mesmo do Governo Lula? Quantos estão presos ou foi cogitada a hipótese de devolver aos cofres públicos aquilo que foi desviado ilicitamente?

Entretanto, tal situação é ocasionada não só pelas práticas ditatoriais das quais compartilham aqueles que detém o poder na nossa atual “sociedade democrática”, mas também pela alienação social ocasionada pela influência da mídia televisiva. A mídia, apesar de lançar mão de um discurso de “imparcialidade e neutralidade”, exibe noticias de acordo com suas ideologias e, em especial, com as ideologias dos partidos a que aderem. Em função disso, a maior parte das pessoas não tem acesso ao que de fato acontece em nossa “sociedade que compartilha de um Regime Democrático” .

Será que somos mesmo? Ou cada vez mais o Brasil volta ao Estado de Sítio [Censura]. Tal afirmação surge em virtude dos mais recente fatos que estão sendo divulgados pela mídia [é claro que dentro de certas conveniências e edições]. Gravações exibidas por certas emissoras de televisão influenciam ainda mais a formação de opinião da sociedade civil. Só não se sabe até que ponto essas gravações foram exibidas na íntegra ou se sofreram edição, como também não se sabe os reais propósitos dessas emissoras que se utilizam de um pseudo discurso de “Neutralidade”.

O que se sabe é que Bombeiros e Policiais estão sendo presos covardemente e sendo levados para BANGU I, em decorrência de lutarem por melhores condições de vida para si próprios e para seus familiares. Enquanto isso, a população não está nem um pouco preocupada com essa situação injusta e vergonhosa. Pelo contrário, a maior parte da população está preocupada como o nosso maravilhoso Carnaval, que traz para os bolsos dos empresários, cantores desse ramo e para as autoridades políticas, uma quantidade enorme de dinheiro [Remete-se, nesse ponto, ao impostos arrecadados]. Dinheiro este que não é convertido em ações de melhoria para qualidade de vida da população brasileira.

No entanto, Bombeiros e Policiais que lutam por melhores remunerações [já que as atuais não são dignas e, sobretudo, diretamente proporcionais à magnitude de sua profissão] são calados e engaiolados por uma “lei” silenciadora, tendo como base de respaldo um falso discurso de uma “nação independente e livre” que goza de “Liberdade de Expressão”. Será mesmo? É esse o desenvolvimento social que o Governo Dilma pretende propiciar aos brasileiros [a volta da Censura e da Ditadura para aqueles que lutam por melhorias na estrutura da atual sociedade “democrática”]? Para concluir esta escrita, lanço mão das falas de Boris Casoy: “ISSO É UMA VERGONHA” !!!!!!!!!!

(*) Sivio Profirio da Silva e gaduando em Letras pela Universidade Federal Rural de Pernambuco - UFRPE.

Escola: o lugar da diversidade, da construção de alteridade
A discussão sobre diversidade nunca esteve tão atual, inclusive é até pauta da novela da Rede Globo, “Força do Querer”, trazendo fortemente a dor, a ...
As empresas podem economizar com contas-correntes em cooperativas de crédito
Ao abrir uma empresa é necessário lembrar que alguns pontos são fundamentais para que tudo aconteça conforme planejado. Por isso, um dos fatores mais...
Às vezes, temos de magoar alguém para salvar a nós mesmos
Poderemos ter que romper com um parceiro que ainda nos ame, que dizer não a alguém muito querido, que ser antipáticos, pois sempre haverá a necessida...
Por que participar do Comitê dos Usuários de Serviços de Telecomunicação
Desde a polêmica das franquias de dados na Internet fixa, a Agência Nacional de Telecomunicações vive uma crise de imagem e de legitimidade. Na época...



Parabéns ao autor deste texto...magnífico!!!!!!! Falou tudo!!!!!!!!!!!!!
 
luciano farias em 13/02/2012 01:05:55
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions