A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 13 de Outubro de 2019

23/03/2018 15:03

O restaurante que você não vê

Por Leonardo Lima (*)

Todos os dias, cerca de 2 milhões de clientes passam por nossos restaurantes, em unidades instaladas em todo o país. Desde a sua entrada até o momento em que o consumidor termina sua refeição, tudo foi pensado para que a experiência seja a melhor possível, esteja ele em família ou sozinho, seja no balcão, no totem de autoatendimento, Drive Thru, ou qualquer outra maneira de serviço.

Mas o que ele vê é resultado do que ele não vê. Para que a refeição seja servida com alto padrão de qualidade e de segurança alimentar, muito se faz nos bastidores. E isso também está relacionado ao Desenvolvimento Sustentável do negócio e dos recursos que utilizamos para servir nossos consumidores. Nossa empresa quer atender os consumidores de hoje e do futuro. E, para isso, sabemos da nossa responsabilidade nas decisões do presente.

Nesta semana na qual o mundo celebra a Hora do Planeta, nós do McDonald’s vamos estender esses 60 minutos para a semana inteira, a Semana do Planeta. Instalada no país há quase 40 anos, a marca tem orgulho de ser a pioneira em diversas frentes de responsabilidade socioambiental. Por exemplo, fomos a primeira rede de serviço rápido a comprar carne ‘sustentável’, proveniente de regiões onde a pecuária é mais produtiva e requer menos espaço, desestimulando qualquer necessidade de desmatamento. Nosso café tem a certificação Rainforest Alliance, que garante uma produção baseada em boas práticas ambientais e sociais. Faz parte de nossos compromissos de compra, o bem-estar animal, que é seguido por todos os nossos fornecedores.

Um bom observador vai ver que nossos restaurantes utilizam água de reuso para limpeza e rega de jardins, grande parte advinda da coleta do líquido durante o uso do ar condicionado. Também temos painéis solares e lâmpadas LED, reciclagem de resíduos e embalagens certificadas pela Forest Stewardship Council (FSC). O nosso peixe é certificado pelo Marine Stewardship Council (MSC) garantindo que não venha de áreas com risco de extinção.

Estamos ciente de que cada decisão que a rede toma gera um impacto tremendo. E por que não usar essa força para fazer coisas que repercutam de forma positiva para toda a sociedade? Foi pensando assim que, ao longo dos anos, fizemos diversas mudanças ‘invisíveis’, mas que estão garantindo um dia a dia mais sustentável para todos.

A cada decisão, seja ela relativa ao cardápio ou a um novo fluxo dentro do restaurante, sempre ‘medimos’ o impacto que vai gerar. Sermos responsáveis significa mais do que manter a companhia financeiramente saudável, é aprovar projetos que extrapolem os números e que sejam revertidos, verdadeiramente, para o bem-estar de nossos clientes, funcionários, acionistas e fornecedores.

(*) Leonardo Lima é Diretor de Desenvolvimento Sustentável da Arcos Dorados, franquia que opera a marca McDonald’s em 20 países da América Latina

As lições a serem aprendidas com o lago do Parque das Nações Indígenas
“Nesta terra molhada”, após 5 meses com inúmeras iniciativas, do governo e sociedade, o lago artificial do Parque das Nações está voltando a produzir...
Gestão pública é o caminho contra a corrupção
A corrupção é pré-requisito do desenvolvimento, já dizia Gunnar Myrdall, Prêmio Nobel de Economia, em 1974. Ou seja, esse mal é algo comum e enraizad...
A virtude da temperança
Não haverá Paz duradoura enquanto prevalecerem privilégios injustificáveis, que desonram a condição humana, pela ausência de Solidariedade, que deve ...
MS: Um novo salto de desenvolvimento
A história de Mato Grosso do Sul não é uma linha reta. Ela vem sendo escrita, no curso do tempo, por diferentes protagonistas, por meio de um caminho...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions