ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, QUINTA  20    CAMPO GRANDE 32º

Artigos

Você sabe o que é "sexlecência"?

Por Cristiane Lang (*) | 21/05/2024 13:30

Nos últimos anos, temos testemunhado uma transformação significativa na maneira como envelhecemos e vivemos. Com os avanços na medicina, na nutrição e na conscientização sobre saúde e bem-estar, muitas pessoas estão desfrutando de uma qualidade de vida excepcional até os 60 anos e além. Esse fenômeno está mudando paradigmas e redefinindo o que significa envelhecer. Aqui, vamos explorar a ideia de "sexlecência" e vitalidade aos 60, e como essas mudanças estão moldando nossa sociedade.

Adolescência aos 60: Uma Nova Perspectiva

Redefinindo a Idade: A percepção tradicional de que a vida diminui de ritmo após os 60 anos está sendo desafiada. Hoje, muitos veem essa fase como uma oportunidade para novas aventuras, aprendizado e experiências.

Saúde e Bem-Estar: Cuidados preventivos e um estilo de vida ativo estão permitindo que as pessoas mantenham a vitalidade física e mental. Exercícios regulares, alimentação balanceada e práticas como yoga e meditação contribuem para um envelhecimento saudável.

“Sexlecência” na Maturidade: A saúde sexual continua a ser uma parte importante do bem-estar geral. Com o aumento da longevidade, muitos estão descobrindo ou redescobrindo a intimidade e a sexualidade na maturidade. Avanços médicos, como terapias hormonais e tratamentos para disfunções sexuais, estão ajudando a manter uma vida sexual satisfatória.

Comunicação e Relações: A maturidade traz uma maior capacidade de comunicação e uma compreensão mais profunda das necessidades e desejos próprios e do parceiro. Isso pode levar a uma vida sexual mais satisfatória e significativa. A abertura para explorar novas experiências e a capacidade de adaptar-se às mudanças físicas e emocionais são essenciais para manter a “sexlecência”.

Mudança de Paradigmas: Envelhecer com Vitalidade

Atividade Física e Mental: A manutenção de uma vida ativa, tanto física quanto mentalmente, é crucial. Participação em atividades físicas, como caminhadas, natação, e atividades cognitivas, como leitura e jogos mentais, são fundamentais.

Participação Social: A interação social é vital para a saúde mental e emocional. Participar de grupos, voluntariado e atividades comunitárias ajuda a manter um senso de propósito e conexão. Educação Contínua: O aprendizado ao longo da vida mantém a mente ativa e engajada. Cursos, workshops e hobbies novos são maneiras excelentes de continuar crescendo e se desenvolvendo.

Estamos vivendo uma revolução na forma como envelhecemos, com mais pessoas aos 60 anos e além desfrutando de vitalidade e “sexlecência”.

Esta mudança de paradigma desafia preconceitos antigos e abre novas possibilidades para uma vida plena e ativa em todas as fases. À medida que continuamos a expandir nosso entendimento do envelhecimento, é crucial promover uma abordagem holística que englobe saúde física, mental, emocional e sexual, permitindo que todos desfrutem de uma vida rica e satisfatória, independentemente da idade.

(*) Cristiane Lang é psicóloga clínica.

Os artigos publicados com assinatura não traduzem a opinião do portal. A publicação tem como propósito estimular o debate e provocar a reflexão sobre os problemas brasileiros.

Nos siga no Google Notícias