ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, DOMINGO  25    CAMPO GRANDE 22º

Cidades

Aos 91 anos, Adib Massad morre na Capital

O militar aposentado estava internado em estado grave no hospital da Unimed

Jhefferson Gamarra | 03/03/2021 18:44
Adib Massad era refêrencia para todos os integrantes das forças de segurança do Estado (Foto: Wagner Guimarães/ALEMS)
Adib Massad era refêrencia para todos os integrantes das forças de segurança do Estado (Foto: Wagner Guimarães/ALEMS)

Morreu no final da tarde desta terça-feira (03) o coronel da reserva da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul Adib Massad. Ele estava internado em estado grave no hospital da Unimed, em Campo Grande. A causa da morte ainda não foi divulgada.

Referência para as forças de segurança em todo Estado, o comandante do antigo GOF (Grupo de Operações de Fronteira) estava com a saúde debilitada.

Na manhã de hoje, a filha mais velha, Kátia Massad, informou sobre o estado de saúde do pai. “Conversei com a médica e ela afirmou que os últimos antibióticos estão sendo dados para o papai. São antibióticos fortes, ele está muito debilitado. Por causa dessa fragilidade física, o rim não vai suportar. Ela falou que o quadro clínico dele não é bom e o que eles podem fazer agora é só diminuir o sofrimento do papai”, disse.

Adib Massad deixa a esposa Constantina, com quem estava casado havia 61 anos, além de sete filhos, sendo quatro mulheres e três homens. Uma das filhas e um dos filhos eram adotivos.

Conhecido em toda a fronteira com o Paraguai, Adib Massad entrou na Polícia Militar em 1953 e comandou o Grupo de Operações de Fronteira (atualmente DOF) entre o final dos anos 80 e primeira metade da década de 90.

Adib tinha fama de enfrentar os bandidos à bala, principalmente arrastadores de carros, que existiam aos montes na linha internacional. Em 1996, Adib Massad provou nas urnas a popularidade que tinha entre os moradores de Dourados. Naquele ano, foi eleito vereador com 2.830 votos, o mais votado.

Nos siga no Google Notícias