ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUARTA  27    CAMPO GRANDE 21º

Cidades

Após 2 anos, Lama Asfáltica volta às ruas e apura corrupção no Detran

Segundo a PF, 19 mandados estão sendo cumpridos em Campo Grande e Dourados e apura contratos firmados pelo Detran

Por Silvia Frias | 24/11/2020 07:19
Policiais federais em cumprimento a uma das fases na Operação Lama Asfáltica, em2018 (Foto/Arquivo: Henrique Kawaminami)
Policiais federais em cumprimento a uma das fases na Operação Lama Asfáltica, em2018 (Foto/Arquivo: Henrique Kawaminami)

A Polícia Federal em Campo Grande está cumprindo 19 mandados de busca e apreensão, bloqueio de R$ 40 milhões e “medidas cautelares diversas de prisão” na Operação Motor  de Lama, que investiga suspeita de corrupção em contratos firmados pelo Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de MS).

Estão sendo cumpridos, desde as primeiras horas da manhã de hoje, 11 mandados de busca e apreensão, 4 medidas restritivas de liberdade e 4 mandados de sequestro e decretação de indisponibilidade de bens de investigados em Campo Grande e Dourados. No caso das "cautelares diversas da prisão", um exemplo dado pela PF é a entrega de passaportes dos investigados à Justiça.

A ação deflagrada esta manhã é a sétima fase da Operação Lama Asfáltica, que investigou irregularidades em diversos contratos públicos e está sendo realizada com apoio da CGU (Controladoria Geral da União) e da Receita Federal.

Segundo a PF, a Operação Motor de Lama apura contratações realizadas pelo Detran-MS, em possíveis crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Os indícios foram apurados a partir de material apreendido nas outras fases da Lama Asfáltica.

Os mandados de busca e apreensão foram expedidos pela 3ª Vara Federal de Campo Grande e estão sendo cumpridos na Capital e em Dourados, com participação de 46 policiais federais, servidores da CGU e da Receita Federal.

A última vez que a Operação Lama Asfáltica esteve nas ruas foi em novembro de 2018, na fase Computadores de Lama, que apurou desvio de recursos para contratação de serviços de informática.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário