ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SÁBADO  23    CAMPO GRANDE 30º

Cidades

Após UFMS e Uems, candidatos fazem prova da UFGD

Aproximadamente 8,3 mil se inscreveram para o vestibular aplicado em 39 locais do Estado

Por Tainá Jara e Alana Portela | 07/02/2021 08:41
Aferição de temperatura dos candidatos às vagas da UFGD é feita no portão de entrada da Escola Joaquim Murtinho, em Campo Grande (Foto: Paulo Francis)
Aferição de temperatura dos candidatos às vagas da UFGD é feita no portão de entrada da Escola Joaquim Murtinho, em Campo Grande (Foto: Paulo Francis)

Para alguns, a maratona de provas para ingressar no ensino superior em 2021 está prestes a terminar. Após Enem, UFMS e Uems, mais de 8,3 mil alunos realizam, neste domingo, o vestibular da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados). As questões são aplicadas em 39 locais de prova, localizados em Campo Grande, Corumbá, Dourados, Itaquiraí e Sidrolândia.

Com portões abertos às 7h, a Escola Estadual Joaquim Murtinho, localizada na Avenida Afonso Pena, no centro da Capital, recebeu 315 candidatos. De acordo com o coordenador da aplicação da prova, na unidade, Gilvado Ramos sa Silva Filho, 40 anos, os alunos estão divididos em 21 salas, sendo 15 candidatos por sala, em razão das normas de biossegurança impostas pela pandemia.

Além de aferição da temperatura, uso obrigatório de máscara e de álcool em gel, há fiscalização nos corredores e dentro das salas para evitar aglomeração.

A prova está prevista para ocorrer das 8h15 até às 10h40, no período da manhã, quando é aplicada a redação. No período da tarde, das 14h às 18h45, será aplicada a prova objetiva.

Concorrendo por vaga no curso de engenharia mecânica, Gabriele da Silva Barbosa, 17 anos, conseguiu controlar mais a ansiedade, depois da maratona. “Passei pelo processo dos outros vestibulares e estou otimista. Se conseguir passar, vou para Dourados, vai ser uma aventura”.

Alexandre da Silvia Filho, de 21 anos, veio do Rio de Janeiro (Foto: Paulo Francis)
Alexandre da Silvia Filho, de 21 anos, veio do Rio de Janeiro (Foto: Paulo Francis)

Alexandre da Silvia Filho, de 21 anos,  veio do Rio de Janeiro para tentar uma vaga para o curso de medicina. Há três anos estudando para ingressar no ensino Superior, ele já esteve em estados como Tocantins, Roraima e Minas Gerais fazendo prova. “Agora tem o desafio do isolamento social, mas isso a gente consegue levar”, lembrou.

Sem parentes no Estado, ele vai contar com a ajuda dos familiares para se manter na Capital se conquistar a vaga no curso previsto para começar no segundo semestre de 2021.

Ainna Rosa Zeserino, 19 anos (Foto: Paulo Francis)
Ainna Rosa Zeserino, 19 anos (Foto: Paulo Francis)

Tentando vestibular pela primeira vez, Ainna Rosa Zeserino, 19 anos, busca vaga também no curso de medicina. “Estou mais calma e otimista, porque já passei pela [prova] na UFMS e pela UEMS”.

Ela elogia a divisão de horários no vestibular da UFGD, além dos cuidados tomados para reduzir os riscos de contaminação. “Me sinto segura porque em todos os vestibulares que fiz, estão seguindo protocolo de biossegurança com quantidade reduzida e aferindo temperatura”.

Ana Júlia Martins, 20 anos (Foto: Paulo Francis)
Ana Júlia Martins, 20 anos (Foto: Paulo Francis)

Ana Júlia Martins, 20 anos, se preparou durante todo o ano passado para conquistar vaga no curso de medicina. A pandemia, no entanto, impôs dificuldades à rotina de estudos, realizada de forma online. Mesmo assim, ela aposta no alto número de abstenções para passar.

Vagas - Para 2021, a UFGD oferece 1.072 vagas para 33 cursos de graduação. Os cinco cursos mais procurados são: Medicina (164,65), Direito (23,92), Agronomia (10,33), Psicologia (10,07) e Administração (5,42).

 A redação será das 8h às 10h30 e a prova objetiva (60 questões) das 14h às 18h, no vestibular geral para 33 cursos e no vestibular específico para a Licenciatura em Educação do Campo. Já a aplicação da prova da seleção para a Licenciatura em Letras-Libras será somente das 14h às 18h30.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário