ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEXTA  22    CAMPO GRANDE 33º

Educação e Tecnologia

Com ao menos três provas em meio a pandemia, estudantes não desanimam

"Pessoas estão saindo pra coisas fúteis, não tem porque achar ruim ter 3 provas diferentes pra entrar na faculdade", diz estudante

Por Mirian Machado e Ana Oshiro | 06/02/2021 14:38
Universidade Católica é um dos locais onde ocorre vestibular da UEMS neste sábado (Foto: Ana Oshiro)
Universidade Católica é um dos locais onde ocorre vestibular da UEMS neste sábado (Foto: Ana Oshiro)

Três provas importantes ocorreram na pandemia para quem vai entrar na universidade. Só este ano, além o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), houve também provas da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) e hoje (6) ocorre o vestibular da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), depois de aproximadamente dez anos sem, o vestibular ocorre em 17 cidades do estado. Em Campo Grande as provas estão sendo na própria UEMS, UFMS e na UCDB.

Mesmo contendo muitos inscritos, as provas em meio a crise do coronavírus não atrapalham quem estudou tanto para conseguir uma vaga no curso preferido.

O estudante Samuel Costa, 17,, pretende cursar medicina. Ele participou do Enem e agora usa mais uma tática fazendo a prova da UEMS para conseguir entrar na faculdade. “Eu sou ansioso e estou mais ansioso ainda. Não fiz o vestibular da UFMS, mas acho bom ter mais chances pra entrar na universidade.”

Da mesma forma pensa a Luana da Cunha Borges de 19 anos.  A estudante fez as duas provas e agora tenta mais uma para também entrar na faculdade de medicina. “No meio da pandemia a maioria das pessoas já estão saindo pra coisas fúteis, então não tem porque achar ruim ter 3 provas diferentes pra entrar na universidade. É bom que valoriza a educação, e em todas que fiz as normas de biossegurança foram seguidas, tinha distanciamento, tudo certo”, explicou.

Ela ainda deu uma dica para estudar em vestibulares de universidades. “A prova da UEMS e da UFMS a gente tem que ficar atento, porque tem questões mais regionais. Então tem que focar mais nisso, ficar mais atento mesmo”, afirma.

Mario por dois minutos perdeu a prova que contava para cursar teatro (Foto: Ana Oshiro)
Mario por dois minutos perdeu a prova que contava para cursar teatro (Foto: Ana Oshiro)

O vendedor Mario Neto de 20 anos, não teve tanta sorte e por apenas dois minutos perdeu a prova a qual dava chance de entrar no curso de teatro. Ele conta que ficou feliz com o retorno do vestibular da UEMS e que tinha esse como foco, mas ao errar o caminho chegou dois minutos atrasado e encontrou o portão fechado.

“Era mais uma chance de entrar na universidade. Agora é esperar a nota do Enem e ver se vai dar certo, se não vou tentar no ano que vem”, afirma.

O militar Daniel Sousa Nogueira, de 45 anos e a esposa Flávia Azevedo Nogueira, 47 anos, foram levar a filha Sophia Azevedo Nogueira, de 18 anos para prestar vestibular. Ambos concordam com as provas que aconteceram nos últimos dias. “É bom porque tem mais oportunidades. Tem que tentar tudo”, disse a mãe.

Segundo o pai, Sophia está realmente tentando de tudo para conseguir uma vaga na universidade para cursar direito. “Ela fez vestibular da UCDB, que foi online. Fez UFMS, fez o Passe ontem, fez Enem, fez Unesp, UEMS hoje e amanhã UFGD. Sete provas diferentes nessas ultimas semanas. Quanto mais provas, mais chances tem”, conta o militar.

Os pais comentaram ainda que apesar de achar que o ensino online prejudica, a menina se adaptou rápido. “A gente tinha que ficar no pé se não desfoca da aula o dia todo em casa, na internet, é fácil distrair”, contou Daniel.

“A gente espera que ela passe sim, em uma dessas. Ela estudou bastante, mas a concorrência  também é grande. Vamos ver se ela consegue entrar. Ela quer ir pra UNESP, mas nós preferimos que fique aqui mesmo, perto de casa, da gente”, concluiu.

No canto direito, pais de Sophia, aguardando o portão fechar (Foto: Ana Oshiro)
No canto direito, pais de Sophia, aguardando o portão fechar (Foto: Ana Oshiro)


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário