ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, TERÇA  25    CAMPO GRANDE 22º

Cidades

Campanha tem foco no Registro Civil de detentos, indígenas e vulneráveis

MS segue como o Estado que tem mais presos autodeclarados indígenas no Brasil

Por Kamila Alcântara | 12/05/2024 08:19
Interior do Presídio da Gameleira, em Campo Grande (Foto: Paulo Francis)
Interior do Presídio da Gameleira, em Campo Grande (Foto: Paulo Francis)


Com o objetivo de garantir a documentação de pessoas em situação de vulnerabilidade, privados de liberdade e de indígenas, acontece entre os dias 13 a 17 de maio a 2ª Semana Nacional do Registro Civil – “Registre-se”.

Idealizado pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça) e realizado pelo TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), serão ofertados emissão de certidão de nascimento, averbação de etnia, emissão de RG e a entrega de certidões que foram previamente cadastradas.

É importante lembrar que Mato Grosso do Sul segue como o Estado que tem mais presos autodeclarados indígenas no Brasil, segundo a Defensoria apurou junto à Secretaria Nacional de Políticas Penais, órgão do Governo Federal. O equivalente a um terço do total desses presidiários no país está detido em cidades sul-mato-grossenses.

Somente em Dourados, são 206 e, em todo o Brasil, são 1.226. Os dados são referentes a junho de 2023.

Atendimento - Abertura será na segunda-feira (13), às 8h30, na Aldeia Urbana Marçal de Souza, localizada na Rua Terena, nº 88, Bairro Tiradentes.

Já na quinta e sexta-feira, dias 16 e 17, os atendimentos mudam para o Centro Cultural Água Bonita, na Rua Ana Pimentel, nº 73, Bairro Tarsila do Amaral.

Nos dois locais, não serão apenas pessoas pertencentes às comunidades indígenas atendidas, mas todos que necessitarem dos serviços e estão em situação de vulnerabilidade.

Os atendimentos também acontecem nos municípios de Amambai, Anastácio, Aquidauana, Bataguassu, Caarapó, Corumbá, Coxim, Deodápolis, Dois Irmãos do Buriti, Dourados, Maracaju, Ponta Porã e Três Lagoas.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias