A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Outubro de 2019

28/09/2019 14:23

Com baixa em estoques de 3 tipos de sangue, Hemosul chama doadores

Hemorrede pede apoio de pessoas com sangue do tipo O+, O- e A-; apenas 40% dos doadores cadastrados colaboram regularmente

Humberto Marques
Hemosul afirma que apenas 40% dos doadores colaboram regularmente. (Foto: Divulgação)Hemosul afirma que apenas 40% dos doadores colaboram regularmente. (Foto: Divulgação)

O Hemosul (Hemocentro Coordenador de Mato Grosso do Sul) informou, neste sábado (28), estar com baixos estoques de sangue dos tipo O+, O- e A-, o que levou a instituição a funcionar em caráter excepcional na sua unidade em Dourados –a 233 km de Campo Grande. Na Capital e em Três Lagoas (338 km a leste), o funcionamento ocorreu das 7h às 12h para recebimento de doações e cadastramento de doadores de medula.

Conforme o Hemosul, o cadastro de doadores conta com 278.371 pessoas, porém, apenas 40% deste total faz doações regulares. Cabe à Rede Hemosul abastecer todos os hospitais públicos e privados do Estado –em caso de cirurgias, familiares e amigos do paciente doam para auxiliar na manutenção dos estoques.

Para colaborar com a rede, é necessário apresentar documento oficial com foto. Os colaboradores devem ter de 16 a 69 anos –menores de 18 não emancipados devem ter acompanhado de pais ou responsáveis ou declaração com firma reconhecida destes autorizando a doação.

A Rede Hemosul também só aceita doações de pessoas com mais de 55 quilos. O colaborador deve estar bem alimentado –não é recomendado doar sangue em jejum–, devendo evitar alimentos gordurosos e fazer refeições saudáveis antes da coleta.

Em Campo Grande, o Hemosul funciona na Avenida Fernando Correa da Costa, 1.304, Centro. Em Dourados, a unidade está na Rua Waldomiro de Souza, 295, Vila Industrial; e em Três Lagoas na Rua Manoel Rodrigues Artez, 520, Colinos.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions