A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 20 de Fevereiro de 2020

23/01/2020 18:39

Com dificuldade de informar casos, 11 municípios não notificam dengue

Secretário de Estado de Saúde reclama de subnotificações por parte das cidades

Tainá Jara
Secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, discursa para secretários municipais de saúde, no auditório do Imasul (Foto: Tainá Jara)Secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, discursa para secretários municipais de saúde, no auditório do Imasul (Foto: Tainá Jara)

O registro zero de casos de dengue em 11 municípios de Mato Grosso do Sul é para o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, indício de subnotificações por parte das prefeituras. Representantes de saúde dos municípios, no entanto, relatam problemas para inserir informações sobre a doença no sistema do Ministério da Saúde, o que compromete os registros feitos pelo Estado.

Resende se diz assombrado com o fato de tantos municípios não repassarem dados para a Saúde. “Estão subnotificando. Não estão encaminhando. É tarefa deles. Eu estou fazendo um apelo. Alguma coisa está acontecendo. Eu espero que eles se comprometam a ter um olhar mais atento com essa questão, pois mais uma vez pode haver epidemia forte em Mato Grosso do Sul”, alertou.

Com quatro mortes por dengue desde o início de 2020, o Estado exige notificações precisas para adotar medidas de prevenção e destinação de insumos de forma adequada. Porém, durante palestra de técnicos do Ministério da Saúde, realizada na tarde desta quinta-feira, no auditório da Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do sul), representantes dos municípios relataram dificuldade em comunicar os casos de forma eletrônica.

O coordenador de Vetores, Fernando Brocco, do município de Ribas do Rio Pardos, distante 102 quilômetros de Campo Grande, afirma que os municípios já contabiliza 61 notificações de dengue, sendo 4 casos confirmados. O dado, no entanto, não consta no boletim da SES. “No sistema aparece como se a informação tivesse sido encaminhada”, relatou.

A dificuldade é para inserir os casos no Sinan (Sistema de Informação de Agravos e Notificações), utilizado para contabilizar e investigar os casos de doença. Brocco aproveitou a vinda a Capital para tirar dúvidas quanto a possíveis problemas técnicos no momento de fazer o registro.

Notificações - De acordo com o boletim epidemiológico divulgado ontem pela SES (Secretaria de Estado de Saúde), nenhum caso de dengue foi registrado nos municípios de Anaurilândia, Aparecida do Taboado, Bodoquena, Camapuã, Glória de Dourados, Japorão, Jaraguari, Jateí, Jutí, Ribas do Rio Pardo e Taquarussu.

Os outros 68 municípios já registram casos, sendo que 17 já estão em situação de epidemia, ou seja, com mais de 300 notificações para cada 100 mil habitantes . As cidades com alta incidência são Alcinópolis, Sete Quedas, Caracol, Novo Horizonte do Sul, Pedro Gomes, São Gabriel do Oeste, Jardim, Bonito, Cassilândia, Brasilândia, Corumbá, Bataguassu, Sonora, Costa Rica, Deodápolis, Itaporã e Rio Verde.

Mortes foram registradas nos municípios de Corumbá, Sete Quedas, Campo Grande e Cassilândia. Para Geraldo Resende, o que preocupa é o fato de apenas uma das vítimas ter comorbidade, ou seja, doença anterior a dengue.

Ao todo foram notificados 3.195 casos de dengue no Estado, sendo que 621 foram confirmados. No ano passado, as notificações chegaram a mais de 72 mil. casos da doença, entre 1° e 22 de janeiro.

Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions