ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
DEZEMBRO, SEGUNDA  11    CAMPO GRANDE 28º

Cidades

Com economia de 33%, empresa fornecerá energia solar ao governo e Sanesul

Empresa vencedora de leilão na B3 assumirá 2 contratos no valor de 1,5 milhão mensais

Jhefferson Gamarra | 29/09/2022 14:41
Representantes do Governo de MS durante realização de leilão na Bolsa de Valores de SP (Imagem: Reprodução)
Representantes do Governo de MS durante realização de leilão na Bolsa de Valores de SP (Imagem: Reprodução)

Foi realizado na tarde desta quinta-feira (29), na B3, o leilão promovido pelo Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, para realização de PPP (Parceria Público-Privada ) para concessão de centrais de energia elétrica fotovoltaica que vão atender a administração pública estadual e a Sanesul.

No primeiro certame para atender a empresa de saneamento, a oferta vencedora foi de R$ 560.110,61 feita pela empresa HCC Projetos Elétricos SA. A proposta ganhadora representou economia de 20% do valor proposto no edital, que era de R$ 700.138,26 mensais. O projeto tem prazo de 18 anos, prevê o suprimento da demanda energética de secretarias, fundações, agências e demais autarquias. Ao todo, serão atendidas 1.495 unidades consumidoras de baixa tensão e 463 unidades da Sanesul.

"Essa parceria ficará marcada em nosso estado e em nossa empresa de saneamento, isso graças a visão futurista do nosso governador Reinaldo Azambuja. É um pacto muito importante para nossa empresa, visando o maior objetivo que é contribuir para o desenvolvimento sustentável na área de saneamento e conservação do meio ambiente", avaliou a presidente da Sanesul, Marta Ferreira Rocha.

Já o segundo leilão foi para manutenção e operação de Centrais de Energia Elétrica Fotovoltaica do estado em estruturas físicas da administração pública estadual e a geração de energia sustentável.  O leilão com prazo de contrato de 23 anos também foi vencido pela empresa HCC Projetos Elétricos SA.

A proposta de contraprestação apresentada foi de R$ 970.270,35, o que representa uma economia de 13,36% em relação ao previsto no edital, que estava no patamar de R$ 1.119.850,98 mensais.

Representando o Governo do Estado no leilão, o secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar do Estado, Jaime Verruck, explicou a importância do projeto para que o estado alcance as metas de sustentabilidade traçadas na atual gestão.

"Com todos os entes públicos decidimos que mato grosso do sul até 2030 será um estado de carbono neutro por isso que inovamos nesse edital trazendo a certificação de carbono também na energia limpa, que irá contribuir positivamente para que MS atinja sua meta de sustentabilidade. Esse projeto se encaixa naquilo que queremos para o desenvolvimento de Mato Grosso do Sul, temos certeza que a empresa terá um ambiente favorável para desenvolver suas atividades e todas as garantias que estão previstas no edital”, destacou.

Economia de 37% - Com projeto inovador o Governo de Mato Grosso do Sul espera reduzir em 37 % os gastos com energia nas instalações do Estado e Sanesul. Entre os benefícios do projeto estão a redução na conta de energia elétrica das unidades consumidoras de baixa tensão da Administração Pública de MS e da Sanesul; menos suscetibilidade às variações da tarifa de energia elétrica e contribuição substancial para o Programa MS Carbono Neutro.


Nos siga no Google Notícias