ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, SEXTA  28    CAMPO GRANDE 29º

Cidades

Concursos são agendados para o mesmo dia e candidatos terão de escolher

“Só disseram que iriam analisar", afirma uma das concurseiras que pretende fazer as provas

Por Beatriz Magalhães | 01/12/2021 19:58
Candidatos chegando para prova em concurso na Capital (Foto: Marcos Maluf/Arquivo)
Candidatos chegando para prova em concurso na Capital (Foto: Marcos Maluf/Arquivo)

O processo seletivo da Semed (Secretaria Municipal de Educação), para professores temporários e o concurso da Polícia Civil para selecionar agentes de Polícia Científica e perito papiloscopista serão realizados no mesmo dia e horário, em 12 de dezembro. Candidatos procuraram a empresa responsável pela aplicação da prova da Semes, reclamaram sobre a coincidência de datas e, sem retorno, entraram em contato com o Campo Grande News por meio do canal Direto das Ruas.

Uma das concorrentes, que não quis se identificar, conta que realizou primeiro a inscrição do concurso da Polícia Civil e pagou a taxa de R$ 340,48 e que quando foi se inscrever para a prova para o processo seletivo de professores temporários da Capital percebeu que as provas serão aplicadas na mesma hora e local.

Concurseira afirma que não houve retorno mesmo com a aproximação da prova (Foto:Direto das Ruas)
Concurseira afirma que não houve retorno mesmo com a aproximação da prova (Foto:Direto das Ruas)

"A princípio eu tenho que escolher qual prova fazer. Eu enviei um e-mail para a empresa que vai aplicar a prova e, sem identificação, só disseram que iriam analisar o pedido", afirma a concurseira.

Também por meio do Direto das Ruas, outra candidata entrou em contato com o jornal, e pedindo para não ser identificada, afirmou que vai ter que priorizar o concurso público, e que caso não passe ficará sem emprego. “São duas provas de super importância sendo realizadas no mesmo momento. Eles não pensaram nisso?”, questiona.

A concorrente afirma ainda que situação é desanimadora. “É uma coisa triste para quem está se preparando. Tem gente que pagou caro no concurso da polícia. Eles não ligaram uma coisa na outra e a gente avisa, mas ninguém está nem aí. Se fosse, pelo menos, em períodos diferentes a gente teria alguma chance”, conclui.

A reportagem entrou em contato tanto com a Semed quanto com a Sejusp e aguarda o retorno.

Direto das Ruas - O caso chegou ao Campo Grande News por meio do canal Direto das Ruas, meio de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99669-9563.

Clique aqui e envie agora uma sugestão.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos sejam feitos com o celular na posição horizontal.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário