ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEXTA  10    CAMPO GRANDE 24º

Cidades

Conta muda e eleva taxa de ocupação de leitos por pacientes da covid-19

Além dos pacientes confirmados, Saúde incluiu casos suspeitos da doença e apenas em leitos prontos para uso

Por Silvia Frias | 03/06/2020 12:07
Leito pronto para uso no Hospital Regional, destinado a paciente com covid-19 (Foto/Divulgação)
Leito pronto para uso no Hospital Regional, destinado a paciente com covid-19 (Foto/Divulgação)

A SES (Secretaria Estadual de Saúde) mudou o cálculo da taxa de ocupação pelo sistema público em decorrência do novo coronavírus (covid-19). A conta, agora, inclui também os casos suspeitos da doença e somente os leitos realmente prontos para uso. Com isso, o percentual que era de 1,3% chega a 6,6%.

Hoje, durante divulgação do boletim diário dos dados do novo coronavírus em Mato Grosso do Sul, a secretária-adjunta da SES, Christine Maymone deixou claro quantos leitos clínicos e de UTI (adulto e pediátrico) realmente estão disponíveis para uso imediato: dos 1.343 leitos, 1.047 são classificados como “existentes”, ou seja, prontos para atendimento imediato de paciente, o que representa 77,96% do total.

Outros 296 leitos clínicos e de UTI estão na classificação “em processo de ampliação”. Segundo a secretária, são casos em que ainda falta algum equipamento. “Em determinada unidade falta um respirador ou bomba de infusão, um monitor que vai chegar”, explicou.

Levando-se em conta somente os leitos existentes e a inclusão de pacientes com suspeita de covid-19, a taxa de ocupação pelo SUS subiu. Pelo boletim divulgado hoje, dos 670 leitos clínicos à disposição, 38 estão ocupados, o que representa 5,7%. Dos 229 leitos de UTI prontos para uso, 15 estão ocupados, 6,6%.

Antes, a conta não fazia a separação de leitos públicos em ampliação ou existentes e somente era feita com base nos casos confirmados. Por isso, o resultado era menor conforme boletim divulgado no dia 2 de junho: dos 1.054 leitos clínicos, 14 eram usados, ou seja, 1,3%; dos 289 de UTIs, oito estavam sendo usados, índice de 2,8%.

Em relação aos números absolutos dos casos confirmados de covid-19 de pacientes internados em hospitais públicos e privados, as ocupações caíram de ontem para hoje, segundo Christine, em decorrência da alta hospitalar. De 66 internados, segundo boletim divulgado nesta terça-feira (2), agora, são 39.