ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, QUINTA  17    CAMPO GRANDE 19º

Cidades

Em 1 semana, MS confirma morte e 400 casos de dengue

Mato Grosso do Sul já teve, neste ano, nove mortes em decorrência da dengue

Por Guilherme Correia | 19/05/2021 17:47
Mosquito aedes aegypti, vetor da dengue e de outras arboviroses (Foto: Reprodução/Fiocruz)
Mosquito aedes aegypti, vetor da dengue e de outras arboviroses (Foto: Reprodução/Fiocruz)

Mulher de Dourados, de 39 anos, morreu em 8 de maio deste ano, vítima da dengue. O registro foi inserido em boletim epidemiológico publicado nesta quarta-feira (19) pela SES (Secretaria Estadual de Saúde), que contabiliza nove mortes pela doença em 2021 e atualiza que 400 novos pacientes tiveram a doença.

A vítima morava no município distante 235 quilômetros de Campo Grande e começou a sentir sintomas um dia antes da morte. Ainda conforme o documento, ela não tinha comorbidades - ou seja, agravos ou doenças prévias que piorariam o quadro clínico.

Entre os sintomas elencados pela pasta está a febre, mas casos mais graves costumam apresentar dores intensas, vômitos, letargia, sangramento, dentre outros. Vale ressaltar que a recomendação é que haja acompanhamento médico para diagnóstico adequado e indicação de tratamento.

As principais medidas de prevenção são limpeza de terrenos e casas, cuidado com a água parada, bem como a redução de lixo acumulado, de forma a evitar a reprodução do mosquito aedes aegypti, que é vetor dessa arbovirose.

Mato Grosso do Sul já registrou pouco mais de 10,2 mil casos "prováveis" da doença. Diferente da covid-19, por exemplo, cuja notificação só é confirmada quando há exame laboratorial, a dengue pode ser verificada com base na avaliação médica.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário