ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, SEGUNDA  06    CAMPO GRANDE 29º

Cidades

Em meio à pandemia, velórios passam a ter duração de 2h e limite de 10 pessoas

Recomendações começaram a ser seguidas no início desta semana em Mato Grosso do Sul e devem valer por tempo indeterminado

Por Maressa Mendonça | 20/03/2020 15:00
Velórios terão limite de 10 pessoas durante pandemia do coronavírus (Foto: Arquivo/Henrique Kawaminami)
Velórios terão limite de 10 pessoas durante pandemia do coronavírus (Foto: Arquivo/Henrique Kawaminami)


A pandemia de coronavírus alterou a rotina, o modo de se relacionar, de trabalhar e até a despedida dos falecidos. Desde o início da semana, após a confirmação dos primeiros casos de infecção em Mato Grosso do Sul, os velórios passaram a ter duração máxima de duas horas, com limitação de 10 pessoas.  As regras seguem uma recomendação nacional e há uma expectativa que decreto sobre o assunto seja publicado nas próximas semanas em Campo Grande.

À reportagem do Campo Grande News, o presidente das pax e funerárias de Mato Grosso do Sul, Gilvan Paes da Silva explica que, a proteção dos funcionários, já eficaz anteriormente, foi intensificada. Agora eles trabalham com macacões descartáveis e higienizam os veículos assim que retornam dos Institutos Médicos Legais ou hospitais. Máscaras e luvas continuam na lista de materiais essenciais.

E quando se trata dos clientes as mudanças também foram necessárias. Velórios que duravam, em média, 15 horas hoje não podem passar dos 120 minutos, com limitação de 10 pessoas por velório.

Está é a primeira vez que as funerárias do Estado vivenciam uma limitação geral do tempo de velório, conforme explica Paes. "Estamos super preocupados com a saúde dos nossos funcionários e também dos clientes", diz.

Segundo ele, o momento é delicado por se tratar "do sentimento da família de ter o último momento com aquele ente".

Ele reforça que são recomendações e não imposições e diz que as empresas tentam ser maleáveis estendendo um pouco o tempo nos cemitérios, onde o espaço é mais aberto.

Sobre a limitação de dez pessoas ele cita os velórios simultâneos na capela. " Se há dez pessoas em cada sala chegamos a 30. Nossa intenção é proteger sem ferir o direito e o sentimento das famílias", diz. Não há informações sobre o prazo de validade dessas recomendações que já estão sendo seguidas pelas funerárias.

A reportagem entrou em contato com ao menos três: Pax Campo Grande, Nacional e Real.Todas elas estão seguindo as mesmas recomendações.

O próximo passo das empresas no enfrentamento ao coronavírus é tentar colocar os funcionários como copeiras e agentes funerários no grupo de risco prioritário para vacina da gripe que começa a ser aplicada nos próximos dias.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário