ACOMPANHE-NOS    
JULHO, TERÇA  14    CAMPO GRANDE 20º

Cidades

Em MS, meninas de até 11 anos são as vítimas mais frequentes de estupro

Das mais de 1,5 mil vítimas do crime em 2019, mais da metade eram crianças; maiores de 18 anos representam 8% do total

Por Maressa Mendonça | 01/06/2020 17:59
Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente, onde são investigados crimes contra menores (Foto: Paulo Francis)
Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente, onde são investigados crimes contra menores (Foto: Paulo Francis)


A maioria das vítimas de estupro em Mato Grosso do Sul são crianças e adolescentes até 17 anos. Só no ano passado, das 1562 vítimas que procuraram a delegacia para denunciar os agressores, 50,45% tinham até 11 anos. Mulheres com mais de 18 anos representam 8% do total. Os dados fazem parte do Mapa do Feminicídio divulgado nesta segunda-feira (1º).

Conforme os dados, em 2019 foram registrados no Estado mais de 1,5 mil boletins de ocorrência pelo crime, a maioria deles tendo crianças como vítimas.

Em números absolutos, isto quer dizer que, ao menos 781 meninas foram vítimas de violência sexual em Mato Grosso do Sul só no ano passado.

As meninas na fase da adolescência, entre 12 e 17 anos, ocupam o segundo grupo das vítimas mais frequentes representando, só no ano passado, ao menos 640 foram abusadas. Outras 124 mulheres tinham mais de 18 anos.

Os números dizem respeito apenas aos casos que vieram à tona, ou seja, foram denunciados à polícia..

Levantamento - o Mapa do Feminicídio de Mato Grosso do Sul foi feito por meio da Subsecretaria de Políticas Públicas para Mulheres (SPPM) em parceria com a Delegacia-Geral da Polícia Civil e divulgado nesta segunda-feira (1º), Dia Estadual de combate a este tipo de crime.

O objetivo é sistematizar os dados para criar políticas públicas de enfrentamento à violência contra a mulher, integrando com a proteção de crianças e adolescentes.