A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 23 de Agosto de 2019

10/05/2019 11:11

Estado é vítima e deve ser ressarcido, diz governador sobre fraude na SED

Reinaldo ainda defende que as as investigações devem continuar e os responsáveis devem ser punidos

Fernanda Palheta e Leonardo Rocha
(Foto: Leonardo Rocha)(Foto: Leonardo Rocha)

Para o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), o Estado é vítima dos desvios flagrados pela Operação Nota Zero, deflagrada pela PF (Polícia Federal) e CGU (Controladoria Geral da União) na última quarta-feira (8). Durante o lançamento da campanha “Maio Laranja”, na manhã desta sexta-feira (10), Reinado reforça que este o momento de apuração.

O governador ainda defende que as instituições de controle, como a PF, devem seguir adianta com as investigações e caso seja comprovado os desvios de recursos, ele espera que seja punido quem fez algo contra o estado.

“Espera que haja devolução do que tirado do Estado, seja por servidor ou por pessoas externas ao governo”, afirma Reinaldo.

Em nota oficial, o Governo do Estado já havia se comprometido a colaborando com as investigações da Polícia Federal e da CGU sobre fraudes em licitações da SED (Secretaria de Estado de Educação) para a contratação de reformar de escolas.

Operação Nota Zero

Investigações da operação Nota Zero constataram irregularidade em oitos processos licitatórios da SED (Secretaria Estadual de Educação), que somados chegam a R$ 9,6 milhões. A ação da PF e CGU apura fraudes em contratos firmados pela SED e empresas de construção civil na construção e reforma de escolas.

Durante a operação foram cumpridos 11 mandados de busca e apreensão em Campo Grande, expedidos pela 5ª Vara da Justiça Federal. Um dos alvos foi a SED (Secretaria Estadual de Educação), no Parque dos Poderes.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions