ACOMPANHE-NOS    
MAIO, DOMINGO  22    CAMPO GRANDE 14º

Cidades

Fundersul terá R$ 1,2 bilhão para investir em infraestrutura em 2022

Neste ano, fundo rodoviário levantou o mesmo valor até setembro

Por Adriel Mattos | 08/11/2021 15:42
Conselho do Fundersul durante reunião em maio. (Foto: Guilherme Pimentel/Seinfra)
Conselho do Fundersul durante reunião em maio. (Foto: Guilherme Pimentel/Seinfra)

O Fundersul (Fundo de Desenvolvimento do Sistema Rodoviário do Estado de Mato Grosso do Sul) terá R$ 1,2 bilhão para aplicação em infraestrutura no ano de 2022. A previsão está no plano de aplicação apresentado na prestação de contas à Assembleia Legislativa.

Desse montante, R$ 400 milhões devem estar em caixa em 31 de dezembro de 2021. O restante será arrecadado ao longo do próximo. Os 79 municípios terão direito a R$ 280 milhões.

Em relação a obras e serviços, devem ser investidos R$ 607,8 milhões em pavimentação asfáltica e implantação de rodovias; R$ 30 milhões em asfalto, recapeamento e drenagem urbana; R$ 353,2 milhões para restauração, conservação e manutenção de rodovias e R$ 111,4 milhões para construção, reforma e manutenção de pontes e galerias pluviais.

Estão reservados R$ 39,2 milhões em contrapartidas; R$ 2 milhões em apoio técnico para fiscalização; R$ 12 milhões para projetos e licenciamentos ambientais, R$ 18 milhões para manutenção de equipamentos e equipes de trabalho e R$ 1 milhão em despesas de exercícios anteriores.

Serão destinados R$ 10 milhões para a compra de veículos de apoio, máquinas e equipamentos rodoviários e mais R$ 6 milhões para a aquisição de equipamentos de informática, software e georreferenciamento para o desenvolvimento e operacionalização de serviços e projetos rodoviários.

Em convênios com municípios e consórcios intermunicipais, R$ 1,9 milhão será utilizado na compra de maquinários pelas prefeituras; R$ 3 milhões para as cidades fazerem a manutenção dos equipamentos e equipes e R$ 45 milhões para obras e serviços.

Junho a setembro – No terceiro trimestre de 2021, a arrecadação do Fundersul caiu 44,93% em relação ao trimestre anterior. De junho a setembro, foram coletados R$ 322,2 milhões, contra R$ 585,2 milhões de março a maio. No total, já foi levantado neste ano R$ 1,2 bilhão.

Nesse terceiro trimestre, foram investidos R$ 239,1 milhões em obras e R$ 433,3 mil foram transferidos ao Conisul (Consórcio Intermunicipal para Desenvolvimento da Região Sul de Mato Grosso do Sul) por meio de convênio com 14 municípios.

Do montante arrecadado sobre a produção agropecuária, foram repassados R$ 135,5 milhões aos 79 municípios. Cada um teve repasse de R$ 1,7 milhão.

Já o que foi arrecadado sobre os combustíveis, foram destinados R$ 91,3 milhões. Campo Grande teve a maior cota, de R$ 15,1 milhões. Já Corumbá contou R$ 6,2 milhões e Eldorado recebeu R$ 4,5 milhões.

Nos siga no Google Notícias