ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  12    CAMPO GRANDE 29º

Cidades

Governo abre nova licitação para obra na estrutura do Aquário do Pantanal

As propostas das empresas serão apresentadas no dia 02 de setembro, na sede da Agesul

Por Leonardo Rocha | 31/07/2020 13:20
Obra do Aquário do Pantanal, em Campo Grande (Foto: Marcos Maluf - Arquivo)
Obra do Aquário do Pantanal, em Campo Grande (Foto: Marcos Maluf - Arquivo)

O governo estadual abriu nova licitação para estrutura do Aquário do Pantanal. Desta vez a contratação será de uma empresa, que ficará responsável pelo sistema de “climatização” de todos os ambientes da unidade.

As propostas das empresas interessadas serão abertas no dia 02 de setembro, a partir das 8h, na Avenida Desembargador José Nunes da Cunha, na sede da Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos), em Campo Grande. Também estarão disponíveis os editais e critérios para participar do certame.

A licitação será na modalidade “menor preço”, quem apresentar proposta com custo inferior às demais e cumprir os requisitos do edital, será a escolhida para conduzir este serviço. Segundo a assessoria da Agesul, este sistema de climatização é o responsável pela temperatura de toda estrutura do Aquário do Pantanal.

Obra – Depois de ficar suspensa em função de disputas judiciais, a obra do Aquário do Pantanal retornou em novembro do ano passado, fazendo a contratação de vários serviços e atividades de forma separada, para concluir o projeto que começou em 2011, na gestão do ex-governador André Puccinelli (MDB).

Nesta retomada, a obra foi dividida em cinco frentes: construção civil, suporte a vida, instalações elétricas, maquinários e instalações e manutenção dos tanques. Ao todo a obra custará mais de R$ 200 milhões, diferente dos R$ 79 milhões que foi anunciado no início da década.

A estrutura terá 21 mil metros quadrados de área construída, com 32 tanques (24 deles internos). A conclusão inclui a finalização de cúpulas e estruturas de acrílico, manutenção de pavimentos, instalação e funcionamento de 178 bombas d’água, entre outras ações.

O espaço será um centro de referência para pesquisas, contando com museu interativo, biblioteca, auditório para 250 pessoas, sala de exposição e laboratórios de pesquisa.