ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  11    CAMPO GRANDE 20º

Cidades

Governo vai distribuir 40 mil máscaras para famílias carentes

Itens estão sendo confeccionados dentro do programa "Rede Solidária", na unidade do Jardim Noroeste

Por Leonardo Rocha | 24/05/2020 12:20
Máscaras sendo confeccionadas no programa Rede Solidária (Foto: Divulgação)
Máscaras sendo confeccionadas no programa Rede Solidária (Foto: Divulgação)

O governo estadual irá distribuir máscaras para famílias carentes, em Mato Grosso do Sul. Ao todo são 40 mil itens, que fazem parte de uma ação em conjunto entre as secretarias de Assistência Social e Desenvolvimento Econômico, com a participação do Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial).

Parte do material produzido foi entregue para Sedhast (Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho), que vai entregar os itens às famílias do programa “Vale Renda”, comunidades indígenas e funcionários que fazem o atendimento para estes públicos.

Segundo a pasta, a intenção é iniciar a entrega nas comunidades carentes de Campo Grande, a partir desta semana. O coordenador do programa “Rede Solidária”, Rodrigo Barione, explicou que no início do mês a empresa Corttex fez uma doação de 40 mil recortes de tecidos, para produção das máscaras.

“Esses recortes chegaram à Sedhast e ao Programa Rede Solidária. Hoje somos os responsáveis pela confecção das máscaras utilizando costureiras formadas pelo curso de costura oferecido pelo Senai e também dos instrutores e funcionários do projeto”, revelou.

De acordo com o governo, 400 máscaras são produzidas por dia na unidade da Rede Solidária, que fica no Bairro Noroeste, em Campo Grande. “No começo foi difícil adaptar as máquinas e a maneira de costurar, pois é diferente de qualquer outra peça de roupa”, contou Elisangela Ferreira, instrutora do programa.

Para confeccionar as máscaras o projeto dispõe de 30 pessoas, entre instrutores, funcionários e voluntários. Eles trabalham em quatro frentes: costura, dobragem, acabamento e embalagem, seguido as medidas de prevenção contra o coronavírus.