ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, QUARTA  29    CAMPO GRANDE 17º

Cidades

Irmãos encabeçavam esquema de fraude em benefícios do INSS

Polícia Federal cumpriu três mandados de busca e apreensão, emitidos pela Justiça Federal de Campo Grande

Por Tainá Jara | 09/02/2021 17:52
Policiais conseguiram apreender atestados médicos, exames, carteiras de motoristas falsificadas  (Foto: Divulgação/Polícia Federal) 
Policiais conseguiram apreender atestados médicos, exames, carteiras de motoristas falsificadas  (Foto: Divulgação/Polícia Federal)

Dois irmãos são apontados como responsáveis por comandar suposto esquema de fraudes no sistema previdenciário, investigado pela Polícia Federal. Conforme a apuração, o grupo engessava até o braço para receber os benefícios. Nesta terça-feira, foram cumpridos três mandados de busca e apreensão, expedidos pela Justiça Federal de Campo Grande, em Várzea Grande, em Mato Grosso do Sul.

Considerado “cabeça” do esquema, Everson Santos Silva, foi preso durante a operação Impostore. Apesar de ser o único detido, a irmã dele, cujo nome não foi revelado, também foi alvo da operação por suspeita de envolvimento na fraude.

De acordo com o site Gazeta Digital, investigação foi realizada pelas equipes de Rondonópolis (212 km ao Sul de Cuiabá) e de Campo Grande e identificou um esquema de fraudes, baseado na falsificação de documentos. Os criminosos realizavam perícias em nome de outras pessoas.

Everson foi preso na sua casa em Várzea Grande. No local, os policiais encontraram diversos documentos falsos, fotos 3x4, carimbos, chips de celulares e outros.

Policiais conseguiram apreender atestados médicos, exames, carteiras de motoristas falsificadas e até materiais utilizados para forjar engessamento de braços. Porém, a PF ainda não explicou como a fraude ocorria.

Everson será autuado por crime de estelionato previdenciário, uso de documento falso, falsidade ideológica e associação criminosa. Outros envolvidos que foram identificados ao longo da investigação, também vão responder pelos crimes.

Nos siga no Google Notícias