A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Outubro de 2019

17/09/2019 13:11

Justiça mantém presos traficantes envolvidos em perseguição com morte

Outro participante do grupo, Rogério da Silva Justino, morreu em confronto com a PM

Maressa Mendonça e Viviane Oliveira
Traficante conduzia uma S-10 carregada com maconha e capotou na MS-040 (Foto: Divulgação/ PM)Traficante conduzia uma S-10 carregada com maconha e capotou na MS-040 (Foto: Divulgação/ PM)

Os quatro integrantes de quadrilha presa ontem, após perseguição e confronto.  Ligados ao tráfico de drogas em Mato Grosso do Sul, eles passaram por audiência de custódia nesta terça-feira (17), onde tiveram as prisões em flagrante convertidas em preventiva. A decisão é da juíza Vânia de Paula Arantes.

Ramão Jezus Antunes Brum Junior, de 32 anos, Rhayme Elienne Carola Santos, de 25 anos, Elber Gustavo dos Santos, de 21 anos, e Vinicius Araujo Guidio, de 20 anos, foram presos na segunda-feira (16), na MS-040. Outro integrante do grupo acabou morrendo após entrar em confronto com os policiais militares.

O caso - por volta das 4h, agentes do DOF (Departamento de Operações de Fronteira) pediram apoio para policiais do Batalhão de Choque da PM informando terem recebido uma denúncia anônima sobre carregamento de drogas envolvendo três veículos: uma S-10, um Sandero, e um Strada. Eles iriam de Campo Grande até Santa Rita do Pardo pela MS 040 e estavam se comunicando por rádio comunicadores.

Às 5h15 eles observaram os veículos passarem em sequência e deram ordem de parada. O condutor da S-10 correu e acabou capotando após ter o pneu atingindo por um tiro disparado pelos PMs. Mais de 1,2 toneladas de maconha que estavam no veículo se espalharam pela rodovia.

Com ferimentos, o condutor da S-10 foi levado para a Santa Casa. Os outros foram presos e informaram à polícia onde o carro havia sido carregado com a droga. Os policiais foram até o endereço indicado, uma casa no bairro Los Angeles e entraram em confronto com o dono da residência, Rogério da Silva Justino.

Rogério foi baleado e levado até o posto do bairro Aero Rancho, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Na casa foram encontrados mais 214 quilos de maconha e 788 gramas de cocaína.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions