ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, TERÇA  01    CAMPO GRANDE 31º

Cidades

Mais 46 venezuelanos somam-se aos 2,8 mil já empregados por empresas do Estado

Vindas de Roraima, 23 famílias vão atuar nas áreas de serviços gerais e desossa em frigorífico de Sidrolândia

Por Lucia Morel | 23/10/2020 16:13
Casais chegaram hoje a Campo Grande e já partiram para Sidrolândia, onde vão trabalhar em frigorífico. (Foto: Operação Acolhida)
Casais chegaram hoje a Campo Grande e já partiram para Sidrolândia, onde vão trabalhar em frigorífico. (Foto: Operação Acolhida)

Desde abril de 2018, 2.850 venezuelanos refugiados no Brasil foram encaminhados de forma legal para trabalhar em empresas de Mato Grosso do Sul. O grupo mais recente é de 23 casais que chegaram hoje em Sidrolândia para atuarem em frigorífico, já a partir de segunda-feira.

Mas segundo dados da Operação Acolhida, do Governo Federal, a cidade de MS que mais recebeu esses imigrantes foi Dourados, que figura inclusive, entre as cinco do Brasil que mais acolheram venezuelanos naturalizados. São 2.205, também desde 2018, maioria encaminhados para frigoríficos.

As famílias que chegaram hoje somam 48 pessoas, sendo que tanto maridos quanto esposas terão carteira assinada na JBS de Sidrolândia como trabalhadores de serviços gerais e para desossar carne. Apenas uma família tem filhos – filha e neta que ficarão abrigados em alojamento construído pela empresa.

Fonte: Operação Acolhida
Fonte: Operação Acolhida

As famílias ficarão abrigadas por cerca de 70 dias, pelo menos, no abrigo construído no Parque de Exposições Waldomiro João Comparim, até que tenham condições de se estabelecerem individualmente na cidade.

O coronel Emílio Heyde Borges Brandão, do centro de coordenação de interiorização da Operação Acolhida explica que todas as ações são feitas em parceria com a ONU (Organização das Nações Unidas) através da ACNUR (Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados) e OIM (Organização Internacional para as Migrações).

“É feito todo processo de regularização e após a empresa confirmar as contratações, a Operação Acolhida faz toda a logística de transporte até o local de destino”, diz.

Dados dos Governo Federal são de que desde abril de 2018, 42.496 venezuelanos naturalizados brasileiros foram acolhidos e interiorizados, ou seja, encaminhados para estados brasileiros com emprego. A base da operação é Boa Vista (RR).

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário