ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, QUINTA  04    CAMPO GRANDE 20º

Cidades

MS é o 4º estado brasileiro com menos pessoas em casa, aponta levantamento

Conforme a amostragem, hoje, 54,26% da população sul-mato-grossense cumpriu o isolamento social, índice melhor que o de ontem

Por Anahi Zurutuza | 03/04/2020 19:36
Mapa mostra taxa de isolamento social nos estados brasileiros (Foto: In Loco/Reprodução)
Mapa mostra taxa de isolamento social nos estados brasileiros (Foto: In Loco/Reprodução)

De ontem para hoje, a taxa de isolamento social em Mato Grosso do Sul aumento, mas o estado terminou a sexta-feira (3) com o 4º estado brasileiro menor índice de pessoas em casa, como recomendam autoridades de saúde para diminuir os riscos de contágio com o novo coronavírus. O ranking é baseado em dados extraídos dos levantamentos da In Loco, empresa que usa tecnologia é capaz de monitorar população pelo localizador dos celulares.

Conforme a amostragem, hoje, 54,26% da população sul-mato-grossense cumpriu o isolamento social, índice melhor que o de ontem, quando eram 47% em casa. Mas, o Estado ganhou no mapa desenvolvido pela empresa “selo amarelo” por só não estar pior que o Tocantins, Roraima e o Mato Grosso.

Goiás foi a única unidade da federação “colorida” de verde nesta sexta, porque lá, 65% dos habitantes estavam confinados.

Ranking do índice de isolamento (Foto: In Loco/Divulgação)
Ranking do índice de isolamento (Foto: In Loco/Divulgação)

Na terceira semana de março, assim que a pandemia ficou evidenciada no País, o isolamento social no Estado atingiu seu pico, com praticamente dois terços da população em casa. A taxa chegou a ficar acima dos 60% nos últimos dias do mês passado.

Campo Grande – Os dados das capitais foi atualizado até o dia 1º, quando Campo Grande teve taxa de isolamento de 48%. Os melhores índices para a cidade foram em 22 e 29 de março, 70% e 64%, respectivamente, segundo a In loco.

O levantamento, porém, mostra que na Capital, também ainda há muita gente na rua. A taxa ficou abaixo dos 60% de 23 a 28 de março e desde o dia 30, está abaixo dos 50%.

Sistema – O monitoramento é feito a partir dos dados de geolocalização extraídos dos celulares de pessoas que possuem determinados aplicativos. O que a empresa estuda é movimentação das pessoas. Os dados pessoais não são acessados.

A In Loco divulgar ter acesso a dados criptografados de 60 milhões de dispositivos móveis em todo o Brasil.